Como escolher mesas de centro para a sala de estar

· 30 de junho de 2018
Existe uma infinidade de tipos de mesas de centro, desde as mais clássicas às mais modernas.

Escolher mesas de centro para a sala de estar tem os seus truques.  A sala é uma das áreas mais importantes da nossa casa porque é onde passamos mais tempo.

Igualmente, ela é o local do casa que mais mostramos, já que é onde costumamos receber os convidados. Portanto, a sala de estar e seus elementos são as nossas marcas registradas, mostram a nossa personalidade.

Geralmente, escolhemos a mesa de centro quando já temos o sofá e os outros móveis para a sala. Isso não significa que não precisamos dar uma atenção especial a sua escolha.

A seguir, apresentaremos seis aspectos que você deve levar em consideração na hora de escolher a sua mesa de centro.

Distribuição dos móveis

A distribuição dos móveis da sala de estar é muito importante na hora de escolher uma mesa de centro. Normalmente, esse tipo de mesa é colocada entre o sofá e a TV, então, é importante levar em consideração o espaço que temos.

Para que uma mesa não se torne um estorvo, é importante que entre ela e o sofá haja uma distância de 40 cm. Quando se trata de mesas de centro baixas, recomenda-se que a distância seja de 30 cm.

Além disso, é fundamental você decidir se quer que o centro das atenções seja a mesa, e que os móveis fiquem distribuídos ao seu redor ou o contrário.

No primeiro caso, é aconselhável que a mesa tenha um design inovador, com uma forma diferente do habitual e uma cor ou estampado diferenciados.

Tipos

Existem muitos tipos de mesas de centro. Com certeza, entre os diferentes modelos você encontrará o mais adequado para sua casa.

  • Extensível: elas são ideais para salas pequenas.
  • Estreitas: elas são longas e altas. Ideais para salas de estar estreitas porque não tomam muito espaço.
  • Baixas: são mais baixas do que as normais. Elas conferem muita modernidade para a sala.
  • Mesas gêmeas: geralmente são duas mesas iguais e são muito versáteis. É possível combiná-las, criando uma grande mesa ou separando-as, criando duas mesas auxiliares.
  • Decorativas: mesas com apliques em madeira e madeira desgastada.
  • Tamanho família: são grandes e com grandes gavetas para armazenamento. Elas são geralmente de madeira.
  • Com rodas: as mesas com rodas são muito versáteis, porque podem ser movidas de um lado para o outro, dependendo das necessidades da família. As rodas devem ser grandes e a superfície da mesa grossa para estarem em harmonia.
  • Mesa/banco: esse tipo de mesa de centro serve ao mesmo tempo de mesa e de banco. Elas são ótimas para salas pequenas, já que quando você precisa de espaço, as visitas podem se sentar nela. Costumam ter a superfície estofada. Também encontramos pufes de tecido ou cubos resistentes.
  • Mesas ninho: são duas mesas em uma. O conceito é semelhante ao da bicama: uma dentro da outra. Nesse caso, uma mesa debaixo da outra. Quando você precisa de mais espaço, você coloca as duas e quando não, simplesmente deixa somente uma.
mesa banco

Mesa / banco / velhabahia.com

Materiais

Outro aspecto que você deve levar em consideração na hora de escolher uma mesa de centro é o material do qual é feita.

Geralmente, a madeira é usada como material principal para os móveis da casa. No entanto, hoje existem muitos tipos de materiais.

Atualmente são fabricadas mesas de centro de madeira, de acrílico e vidro.  O vidro é ideal se você quiser criar um efeito ótico transmitindo a sensação de maior espaço e luminosidade. O vidro, por ser transparente, proporciona amplitude e luminosidade.

Além disso, é muito comum encontrar mesas de centro que combinem vários materiais.

São uma boa opção, se você quer algo diferente.

Altura da mesa

A altura ideal da mesa de centro deve ser a mesma do assento do sofá.

A altura pode variar em função da utilidade que você dará à mesa.

Por exemplo: se você gosta de comer assistindo TV, a mesa deve estar suficientemente elevada para que a sua postura não fique comprometida.

Se você quiser que a mesa de centro simplesmente decore o espaço, mas que não interfira visualmente com os demais móveis, ela poderá ser um pouco mais baixa do que o normal.

Forma

Tradicionalmente, as mesas de centro são retangulares. Isso ocorre porque essa forma é a que melhor se adapta a todos os tipos de espaços.

No entanto, atualmente, podemos encontrar mesas com formas que jamais teríamos imaginado.

A variedade de formas é uma vantagem na hora de escolher uma mesa de centro, uma vez que há um vasto leque de possibilidades.

Algumas das formas são:

  • Retangulares: são as clássicas e mais comuns.
  • Quadradas: podemos encontrar mesas quadradas que podem simultaneamente servir de banco ou cadeira extra.
  • Redondas: por serem menores, elas são ótimas para fazer uma combinação com outras mesas.
  • Outras formas: hexagonal, oval, assimétrica.
mesas de centro

Mesas ovais / decoratualma.com

Utilidade

Por último, mas não menos importante, ao escolher uma mesa de centro é fundamental pensar na utilidade que vamos lhe dar.

Uma mesa de centro apenas para preencher o espaço é bem diferente de uma mesa que usamos para cortar algo enquanto assistimos um filme com os amigos.

Também não é a mesma coisa uma mesa de centro em que desejamos guardar os nossos dvds ou revistas que queremos ler e uma que possa oferecer um lugar a mais quando recebermos mais convidados.

É fundamental escolhermos uma mesa de centro adequada às nossas necessidades.

mesa de centro para armazenagem
Mesa de armazenamento / edicionmobiliario.com

Conclusão

Portanto, podemos destacar que é muito importante na hora de escolher uma mesa de centro, ‘levar em conta’ o estilo de decoração que já temos em casa.

Uma mesa de centro adequada traz harmonia para a sala de estar. Por isso, é muito importante escolher a mesa correta.