Como escolher plantas de interior corretamente

· 22 de julho de 2018

As plantas de interior são um recurso decorativo fundamental para dar naturalidade e frescor ao ambiente. No entanto, muitas vezes nos falta conhecimento. Será que sabemos como escolher plantas de interior corretamente?

Já aconteceu com todos nós: temos uma planta de interior em nossa casa e ela acaba se deteriorando ou morrendo. Por que isso aconteceu? Você tem que levar em conta diferentes fatores, entre os quais um essencial: verificar a adaptação à temperatura.

O aquecimento e as mudanças climáticas afetam as plantas. É essencial se informar e pedir conselhos nas lojas antes de proceder à compra de produtos de jardinagem.

Vejamos alguns aspectos importantes quando se trata de cuidar das nossas plantas e escolher a melhor para nossa casa.

Luz e temperatura

É muito importante que o espaço onde as plantas estão localizadas tenha luz. Não é necessário que haja uma janela ao lado, mas que o local seja iluminado com a entrada de luz indireta.

Cabe destacar que quanto mais luz natural, melhor a qualidade de vida. É verdade que algumas podem ser nutridas com luz artificial, mas, sem dúvida, o sol é a melhor opção.

Como sugestão: a Fitônia ou a Peperômia são espécies que crescem muito bem dentro de casa, têm vida longa e se adaptam perfeitamente ao ambiente.

O que acontece em relação à temperatura? Qualquer trabalho de jardinagem requer esforço e cuidado, mas especialmente a temperatura será o fator determinante para favorecer a durabilidade da planta ao longo do tempo.

plantas de interior

Em grande parte, as plantas de interior requerem temperaturas quentes típicas do ambiente tropical. Portanto, sempre que formos adquirir alguns espécimes para decorar, devemos perguntar qual é a temperatura adequada.

Na verdade, as plantas de interior terão boa qualidade de vida se a casa tiver uma temperatura entre 18ºC e 24ºC. É importante que não haja mudanças bruscas de temperatura no ambiente dessa casa; deve haver constância.

No caso da casa ser fria, é aconselhável não ter nenhum tipo de planta; com o tempo, ela se deteriora. Caso você queira uma planta que esteja condicionada ao frio, a chamada Potus suporta baixas temperaturas.

Portanto, a luz e a temperatura devem ser controladas. Boas condições garantem o sucesso na conservação das plantas.

O espaço

A disposição do espaço deve ser bem estudada quando se usa plantas que, por sua vez, cumprem uma função decorativa. O ambiente, sem dúvida, será muito mais harmonioso e acolhedor.

Se você possui uma casa com um grande número de móveis, é importante utilizar plantas pequenas que não ocupam um espaço muito grande. Em essência, o que realmente interessa é que possam dinamizar a decoração e o conjunto.

No entanto, se você possui uma casa grande com espaços vazios e menos móveis, a disposição de plantas maiores, mesmo as que excedem a altura das pessoas, decoram e acompanham a mobília.

Um exemplo intermediário, cujo tamanho não é nem grande nem pequeno, seria a violeta africana. Traz cor, perfume e sutileza; além disso, não cresce em excesso e nem requer poda. Portanto, escolha qualquer planta semelhante a esta.

planta de interior na sala
Tipos de plantas de interior adaptáveis ​​ao design da casa

Normalmente, todos nós gostamos de uma atmosfera acolhedora e tranquila. A natureza nos proporciona esses dois conceitos; por essa razão, é imprescindível que, ao incorporar plantas em uma sala, elas possam se adaptar ao design do ambiente.

Para o estilo rústico você pode anexar diferentes tipos de plantas com texturas suaves: samambaias, gerânios, ficus benjamina, etc.

No entanto, para uma casa da cidade onde os designs são linhas retas, minimalismo ou redução de formas básicas, o cacto e as plantas suculentas adaptam-se perfeitamente ao estilo do lugar e decoram com sutileza.

Por outro lado, se você quiser que as plantas tenham um papel importante na decoração, existem outras variantes que são plantas com folhagem abundante. Elas proporcionam cor, esplendor e atração.

Dentro desta variedade, existem alguns exemplos que podem viver perfeitamente dentro de casa: Fittonia albivenis, Tradescantia zebrina (Lambari), etc.

A hera é uma espécie que purifica o ar. Devido à sua capacidade de crescimento, pode oferecer formas sinuosas e interessantes para dar elegância e dinamismo; na verdade, lembra o estilo artístico do modernismo.

Outro tipo muito simples de manter é o chamado Philodendron. Não requer muita água, resiste por muito tempo e purifica o ar assim como a hera.

tipo de planta de interior

Uma planta comum em casas é o clorofito também conhecido como gravatinha. Da mesma forma que as anteriores, é fácil de manter, purifica o ar e também não requer água diariamente. Mostra uma estética elegante e com formas simples.

Por outro lado, podem se destacar outras plantas simples de manter, como o bonsai, cacto, pata-de-elefante, entre muitas outros. Qualquer uma delas requer poucos cuidados e se harmonizam com qualquer tipo de decoração.

Conclusão

Decore o seu ambiente com cores e traga a natureza para qualquer canto da sua casa. As plantas produzem um ambiente saudável, limpo, fresco e natural; mas não devemos esquecer que a informação de um especialista pode ser de grande ajuda.

O amor pela jardinagem é uma semente que, uma vez semeada, nunca morre.

-Gestrude Jekyll-