Decorar os tetos e paredes com estuques

21 de janeiro de 2019
Com os estuques você poderá obter efeitos muito interessantes nos tetos e paredes da sua casa. Além disso, há muita variedade em termos de estilos, designs... Vamos lhe dar algumas ideias sobre isso.

Ao longo do artigo a seguir, queremos falar sobre os estuques como um recurso para decorar os tetos e paredes da sua casa. Esta é uma técnica com muita história, usada desde a Grécia e Roma antigas. Também foi amplamente usada pelos árabes, embora o seu maior esplendor tenha ocorrido no Renascimento.

Muitas vezes, pintamos as paredes com uma única cor e então nos esquecemos delas. No entanto, existem muitas maneiras possíveis de pintar o seu apartamento de uma maneira criativa e original.

Além disso, tenha em mente que, no mercado, é possível encontrar inúmeros tipos de tinta, de modo que não será difícil encontrar a mais adequada para cada área. Tintas laváveis, hipoalergênicas, sem cheiro, antifúngicas, têmpera… são apenas algumas das opções de tintas para a sua casa.

As tintas decorativas são uma excelente opção: com elas, podemos embelezar os nossos interiores. Com elas, podemos obter acabamentos marcantes e originais, e criar murais com motivos vegetais, geométricos, etc.

Por isso, falaremos sobre o estuque, uma massa composta de cal, mármore pulverizado, gesso e pigmentos naturais. É utilizado para a decoração de tetos, paredes, especialmente na aplicação de texturas, dando um efeito de alto relevo onde for aplicado.

decorar com estuques

Vantagens de usar estuques para decorar

A seguir, mostraremos as principais vantagens desta técnica, para que você a leve em consideração quando for decidir sobre a melhor maneira de decorar as paredes e tetos da sua casa.

Em primeiro lugar, podemos dizer que eles têm uma longa durabilidade, depois que o material tiver secado corretamente. Como eles também são impermeáveis, podem ser utilizados em espaços exteriores ou em áreas interiores mais expostas à umidade ou manchas, como a cozinha ou o banheiro.

Embora ele não seja muito comum nas casas (mas sim em igrejas ou palácios), pode ser polido (o acabamento é muito semelhante ao do mármore), esculpido e moldado. Assim, encontramos uma forma diferente de decorar.

Por outro lado, vale a pena destacar as inúmeras opções que ele nos oferece, não só em termos de cores, mas também de texturas, acabamentos e tratamentos. Além disso, ele se adapta a praticamente qualquer superfície, desde que ela tenha sido preparada corretamente, seja sólida e consistente e que esteja completamente limpa.

Limpeza de paredes e tetos com estuques

A sua limpeza é bem simples. Assim, não há necessidade de limpar com muita frequência. Obviamente, o mais fácil é comprar produtos específicos para a sua limpeza em lojas de decoração ou de móveis. É essencial que eles contenham cera, que também é muito usada para cuidar de pisos de madeira.

Mas você também poderá fazer a limpeza com produtos que você já tem em casa. Primeiramente, aplique uma mistura de sabão neutro e água quente por toda a superfície. Para isso, é melhor utilizar uma esponja.

Depois de remover as manchas e detritos mais superficiais, deixe a superfície secar completamente. Quando você tiver se certificado disso, pegue uma gaze ou um tecido fino e macio para aplicar a cera de maneira uniforme sobre toda a superfície. Para espalhá-la de uma maneira totalmente uniforme, espalhe-a com a mão (protegida, obviamente), fazendo movimentos circulares.

Quando terminar, a parede ou o teto vão parecer novos. Finalmente, lembre-se de que também não é necessário limpá-los com muita frequência; no máximo, uma vez a cada um ou dois anos.

decorar com estuques

Estuques: um efeito bonito e original

Podemos dizer que os tipos mais usados talvez sejam o estuque veneziano e o estuque ao fogo. Ainda assim, lembre-se de que existem muitas outras variações.

É importante considerar onde você quer aplicá-lo: uma fachada exterior não é decorada da mesma forma que a parede de um quarto. Assim, com base nisso, poderemos escolher o tipo que mais nos agrada. Por exemplo: o estuque veneziano, que poderíamos dizer que é a sua versão moderna, é aplicado apenas em ambientes interiores.

E como já dissemos, lembre-se de que existem diversas cores disponíveis, além de acabamentos ou efeitos muito diferentes. Porém, recomendamos que você tenha em mente que, se você quiser qualidade e durabilidade, isso poderá sair caro. Atualmente, existem opções muito baratas, no entanto, o resultado não será tão satisfatório.

Alfonso, José Ignacio. “Tratamiento de revestimientos continuos de mortero de cal enfoscados, revocos y estucos”. Revista de Edificación. 1997. Información disponible en el siguiente enlace: http://dadun.unav.edu/bitstream/10171/16803/1/RE_Vol%2025_08.pdf

González Yunta, F, González Cortina, M y Lasheras Merino, F. “Influencia del tratamiento «a fuego» en las características del estuco tradicional con cal“. Revista Informes de la construcción. 2015. Información disponible en el siguiente enlace: http://informesdelaconstruccion.revistas.csic.es/index.php/informesdelaconstruccion/article/view/3985