A febre do handmade

· 27 de julho de 2018

Ultimamente, muitas das coisas que compramos ou de que gostamos têm o rótulo de handmade. Ou feito à mão, que quer dizer a mesma coisa.

O handmade está muito em moda nos últimos anos. No entanto, essa não é uma tendência nova.

No artigo de hoje, vamos falar sobre essa tendência ou, para alguns, filosofia de vida. Revisaremos a sua história, seus fundamentos e, além disso, o que ela tem a ver com a decoração de interiores.

Um pouco da sua história

Antes de começarmos com os primórdios do handmade, é conveniente fazer uma definição deste termo. É uma palavra inglesa que significa literalmente feito à mão.

Em poucas palavras, é uma maneira de fabricar objetos, elementos, totalmente à mão e, portanto, de forma artesanal. Tem suas raízes no artesanato da vida toda.

Surgiu como uma alternativa à produção em massa das grandes indústrias, que resultava em artigos que não eram muito pessoais e que, frequentemente, todo mundo tinha objetos iguais.

Além disso, o handmade está intimamente ligado não só ao fato de fazer objetos de forma manual ou artesanal. Mas, também está ligado ao modo de vida dos artesãos. Sobretudo com o compromisso de saber fazer. Ou seja, a preocupação em fazer elementos bem feitos e de qualidade.

Da mesma forma, com o desejo de se superar e, na busca incessante pela qualidade, não tendo medo de misturar técnicas ancestrais e tradicionais com novas tecnologias.

Por que o handmade está tão em moda?

A culpa é da sociedade atual

Como mencionamos anteriormente, o handmade não é uma descoberta dos últimos anos. Pelo contrário, esta forma de criar elementos, que evita a produção em série, foi recuperada do passado.

Em uma sociedade tão tecnológica e informatizada, parece que o anseio pelo rudimentar, assim como pelo primário, faz com que, em meio aos processos tecnológicos de produção, os produtos artesanais e feitos à mão sejam valorizados.

A alma do handmade

Existem muitos adeptos dos produtos feitos à mão. Uma coisa que não podemos negar é que este tipo de objeto tem características únicas que, portanto, vale a pena levar em conta ao adquiri-los.

Por exemplo, os produtos handmade são de edição limitada. Assim, você se sentirá muito feliz se conseguir uma peça feita à mão, porque elas são quase exclusivas.

Por outro lado, são artigos, muitos deles feitos sob medida e, além disso, de grande qualidade.

A alma do handmade

Os defensores desse modo de produção argumentam que os produtos feitos à mão têm uma alma e uma história para contar, o que os torna ainda mais especiais.

Novas oportunidades

Devido à crise econômica, muitas pessoas descobriram no handmade uma oportunidade de começar o seu próprio negócio.

O que é feito à mão tem um efeito poderoso do qual nós começamos a nos conscientizar.

Este efeito se traduz na conexão das novas gerações com os ofícios tradicionais, que pareciam esquecidos pelo sistema de produção em série.

Novas oportunidades, handmade

Por exemplo, através do handmade muitos jovens se conectaram com o campo, deixando assim, a vida moderna das grandes cidades. Da mesma forma, também encontramos muitos jovens nas oficinas de ourivesaria, sapataria, etc.

Retomar o handmade abriu possibilidades para os jovens, que viram nesta forma de produção uma oportunidade para desenvolverem as suas habilidades.

Meio Ambiente

Finalmente, o meio ambiente também é uma das razões pelas quais o handmade se tornou uma filosofia de vida.

Nos últimos anos, a humanidade tem se tornado mais consciente do impacto ambiental das atividades humanas.

Essa corrente permite um estilo de produção mais respeitoso com o ambiente, já que em muitos casos damos uma segunda chance aos objetos através da sua restauração.

O handmade é criatividade sustentável.

Por outro lado, o handmade também defende o uso de materiais naturais. Deixando de lado, portanto, os produtos químicos para a fabricação, restauração ou personalização de artigos.

O handmade na decoração de interiores

Depois de conhecer um pouco mais sobre a história do handmade, assim como as razões pelas quais ele se tornou uma tendência em alta, podemos falar sobre a sua influência na decoração de interiores.

O handmade está presente em muitas áreas. Por exemplo, podemos encontrar produtos feitos à mão em:

  • Confeitaria
  • Moda.
  • Bijuteria.
  • Crochê.
  • Scrapbooking.
  • Jardinagem.
  • Patchwork.

Obviamente, a decoração e o design de interiores não escapam desta tendência. Tendência que, aliás, transformou designers e arquitetos em verdadeiros artesãos.

Talvez um dos pontos onde a influência do handmade seja mais visível é no mobiliário: móveis restaurados com técnicas tradicionais assim como a fabricação de móveis a partir de matérias-primas de primeira qualidade e extraídas de forma sustentável.

O handmade na decoração de interiores

Nos têxteis, também encontramos o impacto do handmade nas estampas feitas com tintas naturais e processadas artesanalmente.

As paredes também não ficam livres do handmade, através de quadros personalizados, prateleiras feitas com troncos de madeira, etc.

Conclusão

O handmade e o DIY (faça você mesmo) estão muito ligados. No entanto, eles não precisam ser sinônimos.

O  handmade se refere a uma atividade produtiva de natureza mais profissional. O DIY, por outro lado, é uma prática mais pessoal que usamos para decorar, customizar, etc.

No entanto, cabe destacar que muitas pessoas que gostam do DIY perceberam que podem colocar essas habilidades manuais a serviço dos outros e, assim, empreenderam o seu próprio negócio.

Se você é uma pessoa do tipo faz-tudo e a criatividade é uma das suas virtudes, pode se aventurar no mundo do handmade e abrir o seu próprio negócio.