Dicas de como remover as ervas daninhas do seu jardim

· 2 de julho de 2018
Hoje trazemos duas maneiras de remover ervas daninhas do seu jardim. No entanto, isso não acontece em um passe de mágica. Você deve ter paciência e perseverança.

Para ter um jardim bonito e bem cuidado, é importante remover as ervas daninhas do seu jardim.

Isso pode parecer um processo desgastante. Especialmente porque as ervas daninhas, embora removidas, tendem a continuar crescendo.

A verdade é que com algumas dicas e se você for muito persistente, poderá ter um jardim sem ervas daninhas.

Mesmo que algumas sejam bonitas e não se pareçam com as ervas daninhas, você deve levar em conta que geralmente são espécies invasoras. Além disso, se não forem removidas, elas irão crescer sem limites, podendo sufocar as suas plantas ornamentais.

Lembre-se de que as plantas necessitam de nutrientes e de luz. Porém, se houver espécies invasoras, elas poderão competir com as suas plantas para sobreviver.

No artigo de hoje, falaremos sobre como remover as ervas daninhas do seu jardim. Há duas maneiras principais. Vamos ensinar as duas para que você possa escolher.

O que são as ervas daninhas?

É claro que para removermos as ervas daninhas, primeiro, precisamos saber o que elas são.

Então, trata-se de plantas que são germinadas a partir de sementes que foram transportadas pelos pássaros ou pelo vento.

Além disso, elas são indesejadas, embora algumas sejam até bonitas. Temos como exemplo, o dente-de-leão e a papoula.

Remover as ervas daninhas é essencial para ter um jardim bem cuidado e bonito, porque elas crescem com muita facilidade e rapidez.

Um fato curioso é que muitas ervas daninhas são comestíveis e podem ser usadas em saladas, em omeletes ou para dar um sabor diferente na carne.

dente-de-leão

De que forma devo remover as ervas daninhas?

duas maneiras principais para remover as ervas daninhas. Por um lado, temos a forma mais natural, que é sem herbicidas. Por outro lado, também podemos usar os herbicidas.

A seguir, veremos as duas formas para que você possa escolher a que mais lhe pareça apropriada.

Uma forma natural

Remover as ervas daninhas de forma natural tem os seus prós e contras.

Por exemplo, você precisará de mais tempo para ver os resultados. Por outro lado, é mais saudável para as outras plantas que você tem, para os seus animais de estimação e, em geral, para o meio ambiente, pois não estará usando produtos químicos.

Você somente precisará de ingredientes cotidianos e que são muito fáceis de encontrar.

Os métodos naturais mais comuns para remover as ervas daninhas são:

  • Água fervente: sim, simples assim. Coloque a água fervente sobre as ervas daninhas e você verá que elas crescerão cada vez menos até chegar um momento que irão desaparecer. No entanto, é importante ter paciência, já que os milagres, nesse caso, não são imediatos.
  • Vinagre: coloque um pouco desse elemento em uma embalagem de spray. Você pode misturar metade com vinagre e metade com água, ou simplesmente pulverizar o vinagre sobre as ervas daninhas.
  • Sal: outro elemento cotidiano que temos em casa que nos ajudará a remover as ervas daninhas. Você poderá colocar o sal diretamente na zona afetada ou dissolver o sal e água em difusores e pulverizar nas plantas que você pretende remover. Entretanto, se for usar esse método, faça-o em lugares que você não irá querer plantas no futuro. Isso porque o sal deixará a terra infértil. Por exemplo, é recomendável para as ervas daninhas que crescem no pavimento.
  • Bicarbonato de sódio com água: misture e polvilhe sobre as ervas daninhas.
  • Plantas de cobertura: por último, essa é a solução mais estética e transformadora Consiste em colocar plantas que irão ajudar a remover as ervas daninhas pela competição que se produz pelos nutrientes, luz e água. Por se tratar de uma cobertura, isto é, já que está cobrindo as ervas daninhas, quem recebe os nutrientes, a luz e a água são elas, eliminando assim as ervas daninhas.
remover as ervas daninhas

Com herbicidas

A segunda forma de remover as ervas daninhas é através do uso de herbicidas.  A vantagem desse tipo de produto é que os resultados são mais rápidos. No entanto, também requer paciência e perseverança.

A desvantagem é que os produtos químicos podem afetar as suas outras plantas e até mesmo os seus animais de estimação.

Os especialistas recomendam que a remoção das ervas daninhas deve ser feita em duas etapas:

  • A primeira fase é de prevenção. Se o seu jardim é novo e você quer evitar o aparecimento de ervas daninhas é recomendado o uso de adubo com herbicida uma vez por ano.
  • A segunda fase é o “processo de cura”, caso você já tenha ervas daninhas no seu jardim . Consiste simplesmente em aplicar diretamente o herbicida sobre a área a ser tratada.
pessoa pulverizando ervas daninhas

Se você for usar herbicidas, deve sempre seguir o conselho dos especialistas. Siga as suas orientações, tome todas as precauções para evitar preocupações futuras.

É essencial haver uma distância segura de modo que o herbicida não afete as outras plantas do seu jardim.

Conclusão

Como já vimos neste artigo, podemos remover as ervas daninhas de duas maneiras, e ambas incluem paciência e perseverança.

Todos nós queremos um jardim bonito e bem cuidado. Por isso, devemos prestar atenção nas ervas daninhas que crescem nele. Além disso, devemos agir para evitar que o nosso jardim pareça descuidado e feio.