Conheça vários tipos de colchões

· 2 de julho de 2018
Dos mais duros aos mais finos, cada pessoa precisa de um tipo de colchão diferente e nós vamos lhe mostrar várias opções.

Existem muitos tipos de colchões no mercado, e esse é um dos elementos que mais influencia no nosso descanso.

Geralmente caímos no erro de pensar que os colchões são todos iguais, e não damos a devida importância que essa escolha requer.

Outras vezes, não pensamos no assunto porque moramos em uma casa alugada e ela já vem mobiliada, inclusive com colchão. Então, por que gastar dinheiro se já existe um e não vamos viver ali por muito tempo?

Devemos ter o nosso próprio colchão, mesmo se morarmos de aluguel, porque as nossas características físicas requerem um tipo específico.

No texto de hoje, falaremos sobre os tipos de colchões e os aspectos a serem levados em conta na hora de escolher o tipo adequado.

Os tipos de colchões mais comuns

De molas

Os modelos atuais não têm nada a ver com a imagem que certamente temos na mente: os colchões de molas não são muito desconfortáveis.

Graças às novas tecnologias, encontramos variações que incorporaram novos materiais e tornaram os colchões de molas mais confortáveis. Dentro deste grupo, estão os colchões de molas contínuas, que são a versão mais nova das molas tradicionais.

A vantagem desses colchões é que eles oferecem uma superfície firme, duradoura e distribuem o peso de maneira muito homogênea. Além disso, é um dos colchões mais frescos e que mais ventilam.

Os colchões de molas ensacadas denominam-se assim porque as molas são embaladas em sacos de pano.

Adaptam-se bem à forma do corpo e têm uma boa ventilação. No entanto, perdem altura com o tempo.

Por último, vale ressaltar que os colchões de molas independentes são os mais tradicionais.

Têm um núcleo formado por muitas molas metálicas colocadas na vertical, que se estreitam no centro e se entrelaçam umas às outras através de fios metálicos.

tipos de colchões

Colchões de espuma

Trata-se de milhares de bolhas de ar de poliéster ou poliuretano, com uma capa protetora. O número de bolhas por metro cúbico e outros fatores fazem com que o colchão seja mais ou menos firme. É mais leve, mais suave e, portanto, é menos durável. Em geral, são fáceis de manusear e isolam bem o calor. São colchões ideais para usar em camas de crianças.

colchão de espuma

Colchões de viscoelástico

Esses tipos de colchões se caracterizam pelo que se chama de “sem gravidade” porque se adaptam à forma do corpo de uma maneira que parece que estamos “flutuando”.

Isso acontece graças a esse material, que é uma espuma especial que se modifica sob os efeitos do calor e da pressão.

É ideal para aliviar as tensões.

Vale ressaltar que os colchões de viscoelástico não são feitos 100% deste material, e que ele está principalmente nas camadas superiores do colchão.

Esse tipo de colchão é ideal para quem passa muito tempo na cama.

Colchões de látex

Por último, temos os colchões que utilizam látex, seja natural ou artificial, para a sua fabricação.

Na verdade, são colchões que combinam o látex com outros materiais.

Esse tipo de colchões oferecem muita firmeza, mas também são flexíveis e se adaptam muito bem ao corpo. Além disso, são bons isolantes de calor e agradáveis ao tato.

Os colchões de látex são perfeitos para pessoas que se mexem muito à noite.

Esse material absorve muito bem os impactos dos movimentos do corpo.

Também é adequado para pessoas com alergias ou asma, pois o látex evita a proliferação de ácaros.

No entanto, para os alérgico ao látex não é indicado. Este tipo de colchão são muito pesados e caros, o que é uma desvantagem.

colchão de latex

Outros tipos de colchões

No mercado, também podemos encontrar outros tipos de colchões.

São colchões especiais como os colchões ortopédicos, colchões d’água, futons ou colchões de lã.

Conclusão

Como vimos, existem vários tipos de colchões, todos com características diferentes que podem se adaptar às necessidades de todos.

Por isso, é importante separar um tempo para pesquisar na hora de comprar um colchão.

Felizmente, as lojas que vendem colchões nos deixam testá-los. Por isso sente-se, deite-se e teste vários posições.

Compre um colchão no qual você realmente se sinta mais confortável. Se você tem algum problema muscular ou nos ossos, não hesite em investir um pouco mais.

É melhor comprar um colchão que ajude a melhorar a sua situação através de um bom descanso.