Como deixar as salas amplas e iluminadas

· 26 de janeiro de 2019
Apenas colocando em prática alguns truques de decoração, você conseguirá fazer com que a sua sala pareça muito mais espaçosa e iluminada. Descubra a seguir!

A grande maioria das pessoas sonha em poder desfrutar de salas amplas e iluminadas, como aquelas que são retratadas nas capas de revistas de design e decoração. 

Felizmente, é possível ir além do devaneio e ‘trazer à vida’ o que você tanto deseja com a ajuda de alguns truques. Nesse sentido, as ilusões de ótica se tornarão as suas grandes aliadas.

Com um pouco de inteligência, é possível criar espaços muito mais amplos, com tetos altos e com grandes janelas através das quais uma maior quantidade de luz será filtrada. Para ajudá-lo, mostraremos como fazê-lo, passo a passo.

1. Cores claras para salas amplas e iluminadas

Para que os cômodos de uma casa, e especialmente as salas de estar, pareçam bem iluminados e espaçosos, é necessário recorrer a uma paleta de cores claras, preferencialmente quentes. Um exemplo disso é a combinação de marfim, baunilha e bege.

Porém, o uso de cores claras e quentes exclui as cores vibrantes e escuras? Não, e isso também não exclui totalmente os tons frios. Na verdade, o que se busca é aproveitar o efeito de claridade que a luz natural e artificial proporcionam ao incidirem sobre as cores quentes.

Cores claras para salas amplas

É preciso evitar, tanto quanto possível, usar uma única cor clara, como por exemplo, o branco, tanto nas paredes como nos móveis e outros elementos. Isso fará com que o espaço pareça frio e sem graça, como um bloco.

Uma recomendação adicional em relação ao uso das cores é a seguinte: ouse brincar com o fosco e o brilhante; ambos o ajudarão a gerar mais interesse visual.

Se você colocar maior quantidade de fosco nos elementos de fundo e brilhante nos elementos mais próximos, desfocará o fundo e, assim, maximizará a sensação de profundidade.

2. Procure por linhas horizontais

Outra maneira de obter um bom equilíbrio e uso eficiente das características do espaço é procurar, incluir ou até mesmo criar, a maior quantidade possível de linhas horizontais.

As linhas horizontais ajudam a promover a ideia de que o espaço é muito mais alto do que realmente é. E como esse truque pode ser aplicado? Por exemplo, colocando uma prateleira horizontal. Esse tipo de mobiliário parece cobrir menos espaço e permite que o olhar viaje pelo ambiente, sem ter que parar em nenhum ‘obstáculo’.

Quando o olhar viaja pelo espaço de forma linear, ele o percebe como se fosse muito mais amplo do que é. Portanto, devemos evitar que o olhar precise subir e descer.

O uso de móveis com disposição horizontal e com pouca altura também ajuda a direcionar o olhar para o exterior. Isto confere maior relevância ao que pode ser visto do lado de fora e, ao mesmo tempo, ganha pontos no que se refere à iluminação e o espaço. Dessa forma, se torna um ponto fundamental na decoração das salas.

Procure por linhas horizontais

3. Multiplique os pontos de luz

Evite a formação de cantos de sombra, já que eles reduzem os espaços. Para isso, procure o suporte de elementos auxiliares e não delegue a iluminação exclusivamente às luminárias de teto.

Inclua luminárias de chão em locais que tendem a parecer mais escuros, a fim de manter a sensação de amplitude e, é claro, a luminosidade. Além disso, as luminárias o ajudarão a dividir os ambientes e a criar um esquema decorativo muito mais dinâmico para a visão.

Deve-se destacar que não é necessário recorrer a focos de luz muito potentes para obter um bom resultado; de fato, os focos de luz difusa vão se tornar os melhores aliados. Dessa forma, impedirão que o espaço pareça iluminado demais e pouco profundo.

Leia também: Vantagens das lâmpadas LED

4. Cuide dos detalhes

Para que as salas de estar pareçam amplas e iluminadas, também é necessário cuidar dos acessórios que incluímos. Vale a pena aproveitar os materiais que refletem a luz com facilidade e que proporcionam maior riqueza visual; como por exemplo, os objetos feitos de vidro e metal. Estas são algumas opções:

  • Jarras.
  • Espelhos (com ou sem moldura).
  • Vasos, pratos, esculturas ou outros objetos feitos de cobre, prata, estanho, zinco, etc.
  • Tecidos leves, como por exemplo, o linho e o algodão.
Cuide dos detalhes

Lembre-se

A decoração de interiores não requer espaços perfeitos para poder alcançar resultados ‘de revista’. Pelo contrário, trata-se de trabalhar o que se tem com criatividade e engenhosidade, da melhor maneira possível, para dessa forma trazer vida e estilo para a casa.

Cabe lembrar que as etapas mencionadas são um guia e não precisam ser aplicadas em sua totalidade, em todos os casos, de maneira obrigatória.

Caso não haja a possibilidade de trocar os móveis verticais (como as prateleiras, por exemplo) por móveis horizontais, porém os outros truques tiverem sido aplicados, o resultado continuará sendo interessante e confortável. Você terá somente que tomar mais cuidado com a distribuição de luminárias e acessórios para manter a sensação de luminosidade e profundidade.

http://www.eduinnova.es/oct09/ilusiones_opticas.pdf

http://www.richardgregory.org/papers/knowl_illusion/knowledge-in-perception.pdf