Como fazer quadros com formas geométricas em madeira

20 de outubro de 2018
Fazer quadros geométricos é um autêntico trabalho de artesanato. Faça você mesmo seus próprios quadros e assim proporcione uma nova estética decorativa para a sua casa.

A decoração das paredes nem sempre tem que ser feita por meio dos típicos quadros pictóricos a óleo, aquarelas, etc. Se o que você procura é originalidade, então ensinaremos como fazer quadros com formas geométricas em madeira.

Este recurso está se consolidando no mundo do artesanato. No fundo, a sua realização não é difícil, mas requer uma habilidade que deve ser explicada com precisão e atenção, além de prática e muita paciência.

Os resultados obtidos são formidáveis e, do ponto de vista estético, se encaixam perfeitamente em qualquer design de interiores. A seguir, veremos os passos que devem ser seguidos para fazer esses quadros.

Quadros com formas geométricas: tenha uma ideia clara do que deseja fazer

Em primeiro lugar, é preciso ter uma ideia clara e precisa do que se quer fazer. Para se inspirar, é possível ver alguns exemplos em revistas ou na internet. A partir daí, traçamos um objetivo e fazemos uma imagem mental do quadro que desejamos.

Ter uma ideia clara do que se quer fazer

Podem surgir muitas dúvidas: como fazê-lo? Será difícil? Será necessário fazer cortes muito precisos? Na verdade, tudo é uma questão de prática e por isso, na primeira tentativa talvez você não alcance o resultado esperado.

No entanto, nas próximas tentativas, será alcançado um perfil definido, uma forma bem delimitada e uma correspondência entre a primeira imagem mental e o quadro real.

– Tenha paciência e você conseguirá tudo o que se proponha a fazer.

Os materiais

O próximo passo, evidentemente, é obter os materiais. É preciso ter em mente que o trabalho a ser realizado é uma obra de artesanato, portanto, devemos utilizar ferramentas relacionadas com esta arte:

  • Madeira: principal recurso a ser usado; é o material com o qual se vai trabalhar.
  • Serra: pode ser de tamanho pequeno, já que os cortes serão feitos apenas em madeiras de pouca espessura e fáceis de cortar.
  • Lixa: para obter uma superfície suave e lisa, esta ferramenta poderá ser muito útil.
  • Cola: fundamental para colar a madeira. É importante que seja de boa qualidade e eficiente, para que não descole facilmente.
  • Tinta e verniz: o último passo seria aplicar uma camada de tinta e verniz, com a finalidade de ter uma cor e estética adequadas.

Processo de execução

Chegada a hora de pôr a mão na massa, precisaremos ter clareza quanto aos passos a serem realizados. Já temos em mente o tipo de quadro geométrico e temos os materiais em nossas mãos; portanto, é hora de trabalhar:

  • Calcule as medidas das ripas de madeira e faça os cortes em cada uma das medidas marcadas. É preciso ter em mente que esses cortes podem ser retos ou em diagonal, dependendo de como a extremidade será colada com outra ripa tangente.
  • A forma do quadro é simulada através de um “esboço preliminar”. Depois de cortar as ripas, você poderá passar a lixa por cada uma delas para deixar a superfície lisa e suave.
  • Uma vez cortadas as ripas de madeira, elas devem ser coladas; deixe secar e, em seguida, verifique se ficaram bem fixas.
  • Finalmente, aplique uma camada de tinta e verniz. É preciso levar em consideração a cor da parede, de modo que o quadro se destaque e se encaixe perfeitamente com a estética do local.

Uma vez terminado o quadro, ele poderá ser pendurado por meio de ganchos ou pregos, garantindo assim uma fixação segura e que ele permaneça no lugar.

Processo de execução
Fonte: etsy.com

Tipos de quadros com forma geométrica

Existem diferentes tipos de quadros com forma geométrica. Certamente, cada um deles traz um significado estético para a casa. Alguns exemplos são os seguintes:

  • Quadros ocos: são feitos apenas com a silhueta geométrica, deixando o interior vazio, onde podem ser colocados enfeites decorativos ou imagens.
  • Quadros preenchidos: o perfil geométrico é verificado no exterior, mas o seu interior é preenchido com o próprio material em madeira. Para isso, é necessária uma maior quantidade de madeira e também que ela se ajuste perfeitamente ao perfil externo.

Certamente, não deve haver um único protótipo de quadro geométrico; existem vários, até mesmo irregulares ou lineares, onde não há uma ordem concreta das formas.

Naturalmente, é importante que existam contrastes de cores entre os materiais internos, porém mantendo uma harmonia entre si e gerando uma concordância com o restante da decoração do cômodo.