4 problemas com a tubulação em casa

28 de janeiro de 2019
Os problemas com os canos podem nos dar mais do que uma dor de cabeça. Conheça os mais comuns neste texto.

Neste post, falaremos sobre quais são os problemas com a tubulação mais comuns que podemos ter em casa. A verdade é que, por não ficarem visíveis, muitas vezes não prestamos atenção nela. Por isso, demoramos a perceber algum problema ou falha. No entanto, o seu cuidado e manutenção são muito importantes. Mesmo se cuidarmos muito bem, vale lembrar que com o passar do tempo os canos da casa vão se desgastar. E se, de quebra, tivermos maus hábitos, os problemas com a tubulação vão aparecer mais rapidamente.

Ao reformar a nossa casa, devemos pensar também na possibilidade de arrumar ou até trocar os canos, principalmente se a casa tiver muitos anos. Além disso, é importante levá-los em conta se você quiser mudar a cozinha ou o banheiro de lugar. Você verá que nem sempre isso é possível. A seguir, daremos algumas informações sobre os problemas com a tubulação mais comuns que podemos ter em casa.

1. Mau cheiro

A verdade é que esse problema é muito frequente, ainda mais na época de mais calor. Normalmente, a sua origem está em restos de alimentos em decomposição. Por isso, é muito importante eliminar todos os restos dos pratos para jogá-los no luxo, e não pelo ralo.

O mau cheiro também pode acontecer como consequência da decomposição dos materiais que colam um cano no outro. É importante renovar esses pontos de junção. Ter um bom cheiro em nossa cozinha e banheiro não é tão difícil, é preciso apenas um pouco de cuidado.

2. Obstrução

É um dos problemas com a tubulação mais frequentes. Pode acontecer quando os restos de sabonete e detergente secam e se solidificam, formando uma capa que irá crescer pouco a pouco, impedindo a passagem correta dos outros produtos. Da mesma forma, não devemos jogar óleo no ralo e outros produtos que não se decompõem com facilidade.

Nos banheiros, procure colocar uma proteção nos ralos dos boxes e lavabos para que não grudem muitos cabelos, porque podem formar um bloqueio. Sobre os vasos sanitários, é importante colocar neles apenas papel, e não lenços umedecidos ou absorventes, por exemplo.

3. Problemas com a tubulação: fluxo de água

Em alguns casos, podemos ter um fluxo extremamente baixo de água. O mais comum é que esse seja um problema de pressão, ou que haja um bloqueio.

tubulação água

No primeiro caso, talvez seja suficiente revisar as válvulas ou abrir um pouco mais o registro. No caso de obstrução, devemos escolher algum produto para desfazê-lo, seja uma opção caseira ou algum produto químico.

4. Água suja

Esse é um dos problemas com a tubulação mais fáceis de solucionar. O normal é que esse problema seja consequência de não abrir a torneira há muito tempo. Geralmente passamos por isso na volta das férias. É uma cor típica marrom ou avermelhada, onde às vezes encontramos até alguns pequenos sedimentos, ou a água um pouco turva.

Em geral, deixar as torneiras abertas durante alguns minutos será mais do que suficiente para que a água volte a ter sua cor natural. Se não, será um sinal claro de que devemos trocar a tubulação, sobretudo se ela já for antiga. Ao reformar casas antigas, essa é uma das obras mais comuns.

Como você pode ver, esses problemas não são muito difíceis de solucionar. Em geral, um produto para desobstruir ou algum outro tipo, seja químico ou natural, que você mesmo poderá fazer, será suficiente.

Mesmo assim, devemos procurar fazer algumas tarefas de manutenção de forma periódica. Evite, por exemplo, jogar líquidos que demorem a se decompor no ralo. Além disso, você também poderá evitar de jogar restos, sejam de alimentos, detergentes, cabelos ou lenços.

Obviamente, além do passar do tempo, também é possível que a rede de canos não tenha sido bem construída. Isso poderá ser um pouco mais difícil de identificar. Por exemplo, pode haver muitas curvas, onde se acumularão sujeira. É importante que as curvas sejam de 90 graus, já que se o ângulo for menor, atrapalhará a passagem de resíduos.