Dicas para insonorizar a sua casa

· 9 de abril de 2019
Um dos principais problemas das casas é o barulho que ouvimos dentro delas, perturbando o nosso ambiente.

Os ruídos se tornaram comuns na maioria das residências. Alguns deles vêm de fora, como os ruídos dos carros ou das pessoas que passam próximo às nossas janelas. Por outro lado, outros vêm do nosso próprio prédio. Todos nós ouvimos em mais de uma ocasião os nossos vizinhos gritando, movendo móveis ou dando descarga no banheiro. Assim, se você quer que o silêncio volte a reinar em sua residência, siga estas dicas para insonorizar a sua casa.

É fato que os ruídos podem ser algo realmente irritante. Especialmente quando se tornam comuns, interrompendo o nosso sono e causando problemas, como a enxaqueca ou o estresse. Com as dicas que daremos, você poderá acabar com esse problema desconfortável. Por isso, não o faremos esperar mais e começaremos a explicar em que consistem essas medidas.

1. Instale janelas com câmara de ar

Se você mora em uma área bastante barulhenta, o mais recomendável é instalar janelas com vidros duplos que contenham uma câmara de ar

Grande parte do ruído exterior entra através das janelas. Por isso vale a pena comprar aquelas que sejam de qualidade e que garantam uma correta insonorização. Se você mora em uma área bastante barulhenta, o mais recomendável é instalar janelas com vidros duplos que contenham uma câmara de ar.

É fato que o custo dessas janelas é significativamente mais elevado que o das janelas convencionais. Sem dúvida, vale a pena, pois são muito eficazes e de grande qualidade. Além disso, você também deve prestar atenção especial ao tipo de janela que você compra. As janelas de correr, por exemplo, permitem a passagem de mais ruído que as dobráveis.

2. Coloque tetos falsos

Se o barulho vem dos vizinhos de cima, a solução é instalar tetos falsos

Se o barulho vem dos vizinhos de cima, a solução é instalar tetos falsos. Existem vários tipos, e geralmente são de fácil instalação e bastante econômicos. Esta solução é muito eficaz, uma vez que o espaço entre o teto principal e o teto falso é preenchido com materiais acústicos, como lã ou espuma de poliuretano.

Esta simples solução fará com que você deixe de escutar os passos dos vizinhos, os gritos das crianças ou o incômodo arrastar de móveis. É sempre melhor conversar primeiro com eles e comunicar seu desconforto. Se eles não mudarem de atitude, os tetos falsos são uma das melhores opções.

3. Os tecidos: os seus aliados para insonorizar

Tecidos, seus aliados para insonorizar

Até agora falamos sobre diferentes maneiras de insonorizar a sua casa que envolvem a realização de obras. No entanto, você também precisa saber que existem outras alternativas muito mais simples e econômicas. Talvez você já esteja realizando mais de uma e nem tenha se dado conta.

Os tecidos são perfeitos para absorver e abafar os ruídos. Coisas tão simples como colocar um tapete largo e grosso podem ser muito eficazes. As cortinas também cumprem essa função, embora por serem mais finas não são tão eficazes. Além disso, os sofás grossos e macios, ou as estantes em contato com a parede também isolam os ruídos.

Assim, o nosso conselho é que você utilize a decoração como um elemento de insonorização. É uma boa maneira de dar um novo aspecto à sua casa, protegendo-a dos ruídos. Um grande tapete na sala de estar, junto com um chaise longue macio e cortinas grossas, causarão uma grande mudança, tanto na acústica como no visual.

4. Construa divisórias duplas para insonorizar a sua casa

Construa divisórias duplas para insonorizar sua casa

Construir uma divisória dupla é uma das soluções mais drásticas quando se trata de insonorizar a sua casa. É preciso ter em mente que, apesar de ser uma das soluções mais eficazes, também envolve a perda de um espaço considerável. Por isso, só é recomendado naqueles casos em que o ruído é um incômodo real e nos impede de vivermos confortavelmente em casa.

Em relação à perda de espaço, isso varia de acordo com os materiais utilizados. Em geral, varia de cinco a dez centímetros. Se for um espaço amplo, esta opção poderá ser uma boa ideia. Por outro lado, no caso de residências pequenas, implica na perda de um espaço que é totalmente necessário.

Assim, a questão seria equilibrar o incômodo do ruído e a perda de espaço. Cada caso é único e, portanto, é você quem deve decidir se essa é a melhor opção.