Dicas para escolher um cabideiro para o hall de entrada

· 19 de outubro de 2018
Encontre o cabideiro mais adequado para o seu hall de entrada, proporcionando originalidade e cuidado estético.

O hall de entrada é configurado como um espaço de trânsito, onde também se trabalha o design e os móveis, especialmente para pendurar casacos e outras peças de vestuário. Por esse motivo, nunca é demais conhecer algumas chaves para escolher um cabideiro.

Tenha em mente que a primeira impressão sobre uma casa ocorre no hall de entrada; é por isso que devemos decorar o acesso de uma forma bonita e funcional.

Os  cabideiros podem ter uma utilidade diária em nosso hall de entrada. Poderemos lhes dar mais destaque ou, simplesmente, deixar que passem despercebidos. Vejamos diferentes ideias a esse respeito.

Ordem e simplicidade

Existem várias maneiras de fazer um cabideiro. Talvez estejamos acostumados ao formato vertical com diferentes ramos superiores para pendurar casacos. Bem, esse tipo é de estilo clássico, que sempre esteve nas casas do século XX.

Hoje em dia, há outros designs muito mais originais e inovadores que podem dar um toque moderno à casa.

Um exemplo são os cabideiros dispostos individualmente na parede. Podem ser simples ou com diferentes formas e cores, mas somos nós que decidimos quantos queremos colocar.

cabideiro

Outro exemplo seria um cabideiro com um grupo de cabides consecutivos. Neste caso, existe a possibilidade de haver uma prateleira acima deles, para aproveitar melhor o espaço.

Devemos considerar a cor da parede. Dependendo disso, escolheremos a cor do cabideiro, embora também se possa deixar o material ao natural.

Cabideiro-móvel

Nesse campo, podem ser trabalhadas variantes diferentes. A sua estrutura ocupa muito mais espaço e requer um lugar destinado apenas a ele e, portanto, terá mais destaque no hall de entrada.

Um modelo muito original e funcional é aquele que, além de ter alguns cabides, também possui um banco para outros usos. De fato, alguns têm outra prateleira mais baixa perto do chão como sapateira.

A elegância se alcança com um cabideiro que, por sua vez, tenha um gabinete inferior com gavetas. Este recurso não só ajudará a economizar espaço, mas também indica que queremos dar importância ao nosso hall.

cabideiro

Se, desde o início, ao entrar numa casa, se trabalha a estética usando móveis com diferentes funções e que também são originais, mostraremos ao visitante que o melhor ainda está por vir, se acessar o seu interior.

No entanto, para ganhar elegância não é necessário usar prateleiras com formas extravagantes ou muito modernistas. Um cabideiro de linhas simples pode se tornar muito interessante, sem a necessidade de decorá-lo com designs inusitados.

A simplicidade é a chave para a verdadeira elegância.

-Coco Chanel-

 

Tipo de cabideiro de acordo com o material

Quais materiais são os mais utilizados para os cabideiros? Tudo dependerá do formato ou das pretensões que temos em relação ao cabideiro.

A madeira geralmente é o material mais usado, especialmente se você deseja um cabideiro em forma de árvore cujos galhos servem de apoio. A madeira transmite mais naturalidade e pode ser trabalhada mais facilmente que o metal.

Por outro lado, existem cabideiros feitos de ferro ou aço. Este material tem muitas possibilidades, pois acomoda inúmeras formas dependendo do tema que se pretende atingir.

cabideiro

Nessa linha, os halls de entrada que apresentam uma estética mais contemporânea, com estilo urbano e design mais simples, costumam usar ferro ou aço. É verdade que eles são mais frios do que a madeira, mas esteticamente são maleáveis ​​em sua preparação.

Finalmente, devemos estar cientes de que o hall de entrada também é um espaço mobiliado. Por isso, é importante escolhermos um cabideiro que complemente corretamente outros elementos, como o aparador.

Originalidade

Sabe-se que uma casa em que se cuida de cada detalhe é um lugar onde se respira originalidade. Dessa forma, escolher cuidadosamente o tipo de cabideiro é essencial. É um fator que não devemos esquecer.

Qualquer elemento de decoração fala sobre nós mesmos, transmite ao visitante um conteúdo e demonstra o gosto que temos pelo mobiliário.

A originalidade se encontra no poder de demonstrar que um elemento clássico, que oferece um formato típico de acordo com a tradição, pode ser transformado de acordo com a conveniência do artista.

Portanto, através de um cabideiro você poderá se concentrar na originalidade e, dessa forma, se demonstrará inovação e gosto pelos detalhes.

A imaginação é a mãe de toda originalidade.

-José Ingenieros-