A manutenção adequada do encanamento

31 de julho de 2019
Às vezes pensamos que se deixarmos passar mais tempo, os problemas de encanamento não custarão caro. No entanto, acontece o contrário. Quando uma situação piora, os gastos aumentam.

Assim como prestamos atenção na pintura ou decoração, o encanamento também precisa de manutenção. Talvez não possamos perceber se algo não funciona bem porque não somos especialistas. No entanto, podemos nos atentar à determinados problemas, como vazamentos ou entupimentos. Neste artigo falaremos sobre o assunto.

Encanamento: manutenção preventiva

Manutenção preventiva de tubos e canos

É verdade que muitas vezes esperamos até que a situação não possa ser revertida para chamar um profissional de encanamento (ou de qualquer outra área). Podemos pensar que assim estamos economizando dinheiro, quando na verdade é o contrário. Os reparos podem nos custar muito mais se o dano for maior!

Portanto, a prevenção é fundamental. E isso significa não ficar de braços cruzados até que a torneira não feche mais ou que comece a vazar água do vaso. É conveniente, de tempos em tempos, um encanador examinar bem as conexões e as instalações e, se algo não funciona corretamente, trocá-lo antes que a situação piore.

Os problemas mais comuns quando se trata de encanamento são os entupimentos (quando restos de comida ou cabelos entopem os canos), mal odores apesar de limpezas exaustivas, canos ruidosos, torneiras pingando e diminuição na pressão da água. Por tudo isso, temos que prestar atenção para reparar no momento adequado.

Dicas relacionadas ao encanamento do banheiro e da cozinha

Estes dois ambientes (juntamente com a lavanderia e os ambientes externos) são os que têm conexões de encanamento e também os que mais apresentam problemas. Portanto, preste atenção à estas dicas para a prevenção de situações incômodas em casa:

1. Verifique se há vazamentos no vaso sanitário, no bidê ou na pia

Dicas relacionadas ao encanamento do banheiro e da cozinha

É fácil saber se há vazamentos no banheiro, porque podemos encontrar água no chão depois de toda a noite (em que ninguém tenha utilizado o banheiro) ou a superfície do vaso sanitário ou da pia molhada ou úmida.

Na cozinha é um pouco mais difícil, porque é preciso verificar sob a pia. Mas também podemos perceber quando, por exemplo, ao remover um objeto armazenado ali, estiver molhado.

2. Avalie a pressão da água

Quando se trata de encanamento, devemos nos atentar à determinados problemas, como vazamentos ou entupimentos

Se de vez em quando a água não sai das torneiras com muita força, pode ser um problema externo. No entanto, se isso é habitual, é preciso chamar um especialista em encanamentos.

Às vezes, a baixa pressão na banheira ou no chuveiro tem a ver com o acúmulo de incrustações, outras, com a falta de manutenção dos canos, se estes forem muito antigos.

3. Procure por manchas de umidade

Uma das melhores maneiras de identificar problemas no encanamento é quando surgem manchas de umidade

Uma das melhores maneiras de identificar problemas no encanamento é quando surgem manchas de umidade, seja no teto ou nas paredes. É claro que, se chega a este ponto, a situação está bastante avançada. Mas, se ao primeiro sinal realizarmos os reparos, poderemos evitar um gasto maior.

4. Limpe os drenos

Um dos problemas mais comuns nas residências é o entupimento de canos e tubos pelo acúmulo de sujeira

Um dos problemas mais comuns nas residências é o entupimento de canos e tubos pelo acúmulo de sujeira. A gordura dos pratos, os detergentes utilizados habitualmente, o produto que utilizamos na lavadora, o sabonete ou o xampu quando tomamos banhos, o cabelo que cai… tudo vai se acumulando e criando um obstáculo para a água.

Além disso, quando os canos não estão limpos, podemos sentir mau cheiro. Uma boa maneira de evitá-lo é colocar grades para não passem determinados elementos. Outra opção é abrir as grades ocasionalmente e remover toda a sujeira acumulada (usando luvas, é claro).

Algumas pessoas optam por utilizar certos produtos específicos para remover a gordura e desobstruir os canos. Inclusive, há receitas caseiras: bicarbonato de sódio e vinagre, água quente ou fermento químico.

Finalmente, quando uma torneira goteja, recomendamos que você não cometa o erro de fechar cada vez mais forte, porque isso piora a situação. Ao primeiro momento que você ouvir a goteira incômoda pelas noites, troque o disco de borracha, que é o que tende a se romper.

Até que você chame o especialista em encanamentos, poderá colocar um pano na pia para que o gotejamento não faça barulho. Ou pendurar um tecido ou cordão da torneira até o ralo para que a água escoe e não emita som.