Estilos de cadeiras clássicas e seus nomes

25 de julho de 2019
Hoje trazemos a primeira parte de uma pequena revisão das cadeiras clássicas. Você aprenderá facilmente a reconhecê-las pelo seu estilo e nome.

Não é necessário aprender a reconhecer os móveis pelos seus estilos ou períodos históricos para apreciar um bom design de interiores. No entanto, ter algum conhecimento sobre isso nos permite apreciar melhor o que é visto e ter mais perspectiva. Hoje falaremos sobre alguns estilos de cadeiras clássicas.

Escolhemos cadeiras e poltronas francesas de diferentes períodos, pois são as mais representativas. Dessa forma, devemos ter em mente que alguns períodos históricos são considerados esteticamente importantes em termos de design de móveis. Portanto, saber distinguir uma cadeira por sua época e seu nome é um sinal de distinção, de boa formação e aprendizado.

Para alguém que está interessado em comprar antiguidades isso é importante. A compra de móveis antigos é uma arte que pode ser aprendida. Além disso, julgar uma cadeira por aspectos como tamanho ou beleza é sempre algo digno de nossa atenção. Então, vamos conhecê-las!

Cadeiras clássicas: poltrona Luís XIII

estilos de cadeiras clássicas e seus nomes

Poltrona Luís XIII/alfonsomarina.com

Esse é um estilo cheio de desenhos em espiral, que são encontrados nos braços, pernas e costas da cadeira. Essa é a característica mais marcante nesse tipo de cadeiras clássicas.

São peças que foram feitas entre 1610 e 1643. É também o momento em que apareceram as primeiras tapeçarias que costumavam ser feitas de couro. No entanto, elas também podiam ser confeccionadas em outros tecidos.

São peças feitas em madeira escura trabalhadas em um torno. Além disso, era comum usar revestimentos de ébano. Todo o mobiliário deste período é sóbrio e inspirado na arquitetura.

As cadeiras mais antigas deste estilo são retas e suas formas foram suavizadas com o tempo e podem apresentar incrustações de mármore e marchetaria.

São cadeiras e poltronas de espaldar alto. As pernas são pequenas e viradas e, em muitos casos, conectadas embaixo na forma de X ou H.

As formas mais comuns das pernas são os balaústres, os ossos de cordeiro ou a espiral. Além disso, os ornamentos que podem ser encontrados em cadeiras clássicas estilo Luís XIII são as pontas de diamante, frutas, querubins e ramos de louro.

Cadeira Luís XIV ou cadeiras barrocas

estilos de cadeiras clássicas

Cadeira Luís XIV/portobellostreet.es

Esse é um estilo clássico de cadeira que pode ser facilmente confundido com uma cadeira castelhana. No entanto, há várias características que as distinguem. Luís XIV, chamado Rei Sol, apreciava o artesanato de luxo francês e aprimorou a sua fabricação.

Essas cadeiras clássicas decoraram o Palácio de Versalhes. São peças grandes, imponentes e ornamentadas com entalhes musicais, tridentes e troféus.

O objetivo desse tipo de ornamento era transmitir a divindade do rei. Dessa forma, as peças incluíam lacas, incrustações de latão e outros metais. Além disso, vale lembrar que foram fabricadas entre 1643 e 1710.

Cadeiras clássicas: Poltrona Rococó estilo Luís XV

estilos de poltronas clássicas

Poltrona Luís XV/htdeco.fr

O rococó era basicamente uma estilização do barroco. O seu gosto pelas formas estilizadas, curvas delicadas e ornamentos é identificado nas partes estruturais das poltronas Luís XV.

Durante esse período, a assimetria dos tecidos foi incorporada e as madeiras escuras de períodos anteriores foram substituídas por madeiras claras, como o pau-rosa e árvores frutíferas. Além disso, os tecidos das tapeçarias eram feitos em tons pastéis. Esse estilo teve a sua expressão máxima entre 1715 e 1775.

As cadeiras clássicas por excelência: cadeira Luís XVI ou neoclássica

cadeira luís XVI

Cadeira Luís XVI/casadalba.com

Esse estilo de cadeiras é caracterizado por uma simetria rigorosa e uma acentuação das linhas retas. Elas são facilmente distinguidas pelo seu encosto na forma de um medalhão ou um escudo, embora também tenham sido fabricadas com um encosto retangular.

As cores do estofamento eram muito claras e o cetim listrado era usado com frequência. As suas pernas são retas, ranhuradas e rematadas com um capitel, inspiradas nas colunas clássicas.

O período original dessas cadeiras foi de 1774 a 1792, embora por sua beleza inimitável tenham servido de inspiração para muitos designers de móveis atuais que usaram essa estética que ainda hoje ‘arrasa’ em ambientes de diferentes estilos.

Poltrona diretório

poltrona diretório

Poltrona diretório/archiesxpo.es

A Revolução Francesa acabou com Luís XVI e seu estilo. Em seguida, surgiu o estilo diretório, nome que vem do grupo de homens que governaram a França entre a revolução e a tomada de poder por Napoleão Bonaparte. O período desse tipo de poltrona vai de 1793 a 1802.

É uma época que reflete a austeridade, em oposição à verdadeira extravagância que a Revolução combateu. Na verdade, é uma simplificação extraordinária do estilo Luís XVI.

Os braços e as pernas dessas cadeiras clássicas têm curvas suaves e os assentos são estofados de forma simplificada, preferencialmente em couro.