O que fazer para que a mudança não seja um caos?

6 de fevereiro de 2019
Não tenha medo de uma mudança de residência; a solução está em fazer as coisas devagar, de forma organizada e tendo uma ideia clara da organização do novo espaço.

Quando trocamos de casa, chega o momento mais temido: a mudança. É um momento em que você quer levar tudo, mas há coisas que você não usa mais, que atrapalham, que você não sabe em que caixa guardar… O que fazer para que a mudança não seja um caos?

Às vezes, transformamos a mudança de casa em uma verdadeira bagunça, o que gera um estresse que poderia ter sido perfeitamente evitado; você precisa somente de organização e paciência para arrumar tudo com muito cuidado.

Através de alguns truques, veremos maneiras muito simples de organizar todos os seus aparelhos, eletrodomésticos, roupas, objetos pessoais e, acima de tudo, os elementos decorativos da casa.

Primeiro passo para uma mudança organizada: estudo prévio do que não usamos mais

Fazer uma mudança pode ser o momento ideal para se livrar de coisas que você não usa mais ou que podem gerar problemas no transporte; isto é, nem tudo deve ir para a sua casa nova. Então, o que pode ser feito?

Primeiro passo: estudo prévio do que não usamos mais

  • Dê uma volta pela casa, observando os elementos localizados em cada cômodo, incluindo eletrodomésticos, utensílios de cozinha e decoração.
  • Avalie tudo o que você usa e faça uma autocrítica. É neste momento que você deve entender que nem tudo é fundamental na sua vida.
  • Tome a decisão de se desfazer daquilo que não seja realmente necessário. Você não só conseguirá liberar espaço nas caixas, como também se sentirá melhor; esta é uma maneira de renovar a sua vida e a sua atitude pessoal.

– O verdadeiro ponto fraco da sua inteligência é a falta de faculdade autocrítica. –

-David H. Lawrence-

Segundo passo: avaliar o que realmente usamos

Em segundo lugar, devemos avaliar o que realmente importa para nós e que, sem dúvida, ainda usamos. Pode ser um quadro, um vaso, a televisão, o rádio, a luminária, uma estante… Nós mesmos saberemos o quanto precisamos deles.

Como regra geral, as pessoas geralmente levam tudo o que têm em casa. É verdade que sempre haverá algo que descartamos, mas normalmente se leva tudo.

É neste ponto, quando já dividimos tudo, que poderemos prosseguir com o armazenamento de cada coisa. Naturalmente, o procedimento não deve ser feito de qualquer forma; é necessário pensar em cada passo e estar ciente de tudo o que está sendo feito.

Terceiro passo: organização em caixas

Terceiro passo: organização em caixas

Não coloque os objetos na primeira caixa que você encontrar. Um procedimento muito mais sensato poderá ser feito, através de uma organização por cômodo e por tipo de material:

  • É necessário deixar caixas em cada cômodo. Nelas, os elementos correspondentes a esse local serão colocados, desde que não sejam frágeis ou possam se quebrar.
  • Caso haja alguma coisa que possa se quebrar, é possível destinar uma caixa para materiais frágeis; e, além disso, você também poderá usar uma embalagem protetora de espuma ou plástico bolha.
  • Não encher as caixas excessivamente. É preferível distribuir e gerar menos peso, mesmo que haja mais caixas para levar. Dessa forma, evita-se quebrar e amassar os objetos.
  • Finalmente, você vai perceber que tudo que parecia impossível de guardar foi perfeitamente organizado.

– Ordem a partir do caos. –

-Frank Lloyd Wright-

Passo quatro: muito cuidado no transporte

Quando as caixas forem levadas para a van ou caminhão, é preciso ter muito cuidado para não bater nem colocar caixas muito pesadas em cima de caixas que sejam mais frágeis. Também é necessário organizar a distribuição no interior do veículo:

  • Coloque as caixas com materiais mais pesados, na parte de baixo, para que, dessa forma, as outras caixas mais frágeis possam ser colocadas em cima delas.
  • Que elas estejam bem amarradas e não balancem no bagageiro, evitando assim possíveis quebras inesperadas.
  • Se possível, que elas sejam divididas por cômodo também; isto é, uma distribuição organizada também no bagageiro.
Passo quatro: muito cuidado no transporte

Último passo: chegada e organização

Assim que chegar à nova casa, a distribuição de tudo o que você trouxe poderá ser resolvida se for feita de uma maneira coerente e racional desde o início. Novamente, se você verificar que há algo que não se encaixa no local, guarde ou coloque para reciclagem.

Para isso, é necessário fazer uma distribuição semelhante à da casa antiga; mas, certamente, você também poderá mudar e inovar, colocando as coisas em novos lugares e, assim, agilizar a decoração.

 

Garrido Gil, Pablo: Educar en el orden, Ediciones Palabra, 2015.