Como projetar a sua cozinha?

26 de dezembro de 2019

Antes de começar com a distribuição da sua futura cozinha, você deverá ter uma ideia clara de como irá usar o espaço. Avalie as diferentes áreas de trabalho que cada espaço terá para projetar a sua cozinha de forma adequada.

É importante marcar uma modulação que permita otimizar o seu desempenho e funcionalidade. Portanto, todas as medições de todos os componentes da cozinha terão que ser estudadas antes de definir o projeto.

Como projetar a sua cozinha: as cinco áreas mais importantes

Nas cozinhas, pode-se diferenciar 5 áreas. Cada uma delas terá uma função diferente.

  1. Despensa
  2. Armários e gavetas
  3. Pia
  4. Mesa
  5. Fogão e forno

A despensa, pia, fogão e forno estão incluídos no processo de preparação de alimentos, por isso devem estar organizados da forma mais eficiente possível.

Estabelecer o triângulo de trabalho

Ao projetar a sua cozinha você deverá considerar a distribuição da geladeira, do fogão e pia. Eles devem formar o que é chamado de “triângulo de trabalho”.

Em cada vértice são desenvolvidas as atividades mais importantes e típicas da cozinha: preparação, cozimento e limpeza dos alimentos.

Este triângulo é a menor distância entre a geladeira, o fogão e a pia. A sua posição correta, garante que as atividades culinárias se concentrem em uma única área, deixando tudo o que for necessário ao alcance da mão.

Para obter um triângulo o mais perfeito possível, a soma de seus 3 lados não deve ser maior que 8m. E, separadamente, nenhum deve ser menor que 1,20m, nem maior que 2,70m.

Cozinhas diferentes

Dependendo do uso que queremos dar ao espaço da nossa cozinha, existem diferentes tipologias:

  • A primeira a que faremos referência é a conhecida cozinha em “L”. Esta distribuição é perfeita para uma cozinha familiar, pois é fácil organizar tudo e manter a ordem. Além disso, podemos ganhar um grande espaço para as refeições com a família.

Como projetar a sua cozinha

Com este tipo de cozinha, o seu tamanho não importará. A distribuição que oferece para trabalhar é perfeita. Isso permitirá uma melhor organização, pois em poucos passos você terá tudo à mão e ganhará em agilidade.

  • Outra tipologia são as cozinhas em forma linear. A sua principal característica é que toda a linha de trabalho está localizada em uma única parede. Portanto, será ótimo se sua cozinha for longa e estreita. Ao contrário da cozinha em “L”, haverá mais deslocamentos, então uma boa ideia é que a área de preparação de alimentos esteja localizada no centro.
  • As cozinhas em U são aquelas que usam três paredes do ambiente. Isso permite um maior conforto, pois não é necessário se deslocar muito ao cozinhar. Você terá tudo por perto.
  • Outra distribuição é a cozinha de frentes paralelas. Elas mantêm duas linhas de trabalho. O espaço entre elas deve ser de pelo menos 120 cm para garantir fluidez no ambiente.
  • A última tipologia que nos resta comentar é a cozinha com ilha. Certamente as grandes cozinhas americanas nos vêm à mente. Como o próprio nome indica, elas exigem muito espaço para colocar uma mesa ou bancada alongada chamada “ilha” no centro da cozinha. Nela, você poderá opcionalmente incluir o cooktop e usar o restante como espaço de armazenamento. Elas são muito confortáveis ​​e o ajudarão a economizar tempo no processo de cozimento.

Diferentes distribuições

Em relação a estas diferentes distribuições, é importante saber como funcionam as diferentes circulações. O triângulo de trabalho deve ser mantido em um relacionamento adequado que permita a fluidez quando houver mais de uma pessoa trabalhando.

Tipos de revestimentos

Existem vários tipos de revestimentos, embora os mais utilizados sejam os seguintes:

  • Pedra: as que estão mais em tendência atualmente são o quartzo, granito e mármore.
  • Aço inoxidável: é higiênico e suporta os produtos de limpeza mais potentes.
  • Concreto: este material aparece muito em revestimentos. Os acabamentos podem ser mate ou acetinados.
  • Madeira: é um material muito quente. Além disso, se integra muito bem em todos os interiores e traz um estilo diferente para todas as cozinhas.

Como projetar a sua cozinha

  • Cerâmica: é cada vez mais utilizada em bancadas. Está disponível em azulejos muito grandes e os procedimentos de fabricação permitem reproduzir praticamente qualquer material.
  • Fórmica: é um aglomerado recoberto com uma folha de formalina ou termolaminado HPL. Existem diferentes padrões e combinações.
  • Produtos derivados de compostos.

Atualmente, se aposta cada vez mais, em usar revestimentos muito finos com espessuras que variam de 0,8 cm até 1,5 cm.

Que cor escolher ao projetar a sua cozinha

Ao escolher a cor para a sua cozinha, você deverá levar em conta que as cores podem mudar a percepção visual e a atmosfera do ambiente.

O branco é uma das opções mais recorrentes. É a cor mais econômica, aumenta a sensação de espaço e aumenta a luz natural do ambiente, sendo altamente recomendado em pequenas cozinhas. No entanto, é a cor que dá menos impacto visual.

A cor vermelha dá força, é um tom ousado e tremendamente criativo. Em pequenas cozinhas funcionam muito bem, dependendo da distribuição e luminosidade do espaço.

Cores vivas

A cor laranja também é muito alegre e traz personalidade para a cozinha. É uma cor muito forte, por isso deve ser usada em pequenas quantidades e em lugares precisos.

Outras cores mais utilizadas são os tons terrosos, o verde e o cinza.

Agora você só precisa começar o seu projeto seguindo todas essas dicas e terá a cozinha dos seus sonhos.