Dicas para a manutenção das roseiras

· 24 de outubro de 2018
Tenha um jardim com rosas em perfeito estado levando em conta estas dicas para a manutenção das roseiras. Plante rosas no seu jardim ou terraço!

A manutenção das roseiras deve ser efetuada durante todo o ano. Dessa forma, na sua época de floração, teremos rosas esplêndidas. As rosas são uma das flores mais comuns no mundo inteiro. A sua beleza e fragrância estão associadas ao amor, mas também à decoração e à beleza. A correta manutenção da roseira fará com que desfrutemos desta bela flor no nosso jardim.

A manutenção das roseiras é um aspecto fundamental se quisermos ter rosas esplêndidas, com fragrância agradável e beleza sem igual.

Sem uma manutenção adequada, poderemos ter uma roseira doente e, obviamente, isso se refletirá nas rosas.

Além da sua beleza, as rosas também são utilizadas para usos gastronômicos, medicinais, para a fabricação de óleos essenciais e até para tratamentos de beleza.

Um jardim com roseiras é um jardim lindo, especial, romântico e com uma fragrância única.

No artigo de hoje, falaremos sobre a manutenção das roseiras, para termos rosas em perfeito estado.

O que é uma roseira?

Esta pergunta parece óbvia, mas antes de saber como se deve manter uma roseira, vamos descrever as suas características, pois isso nos fará entender muito melhor os cuidados que ela precisa.

manutenção das roseiras

Em primeiro lugar, as roseiras são um arbusto espinhoso da família Rosaceae.

Atualmente, são conhecidas mais de cem espécies silvestres, embora este número seja muito maior se levarmos em conta todas as rosas híbridas que surgem todos os dias.

A flor da roseira é a rosa e ela pode ser de muitas cores e tamanhos, dependendo da espécie e se é uma rosa saudável ou não.

Por outro lado, se destaca a fragrância da rosa. Além disso, é uma planta que floresce durante todo o ano, especialmente se estivermos em climas quentes.

A manutenção das roseiras

A manutenção específica da roseira dependerá da sua espécie. Mas, em geral, com as dicas que daremos a seguir, você poderá desfrutar de uma roseira esplêndida durante todo o ano.

Como deve ser o solo?

A boa manutenção das roseiras começa com a escolha de um bom solo. A rosa é caracterizada pela necessidade de um solo permeável. Ou seja, que tenha uma boa drenagem.

Por quê? Porque se o solo é propenso a alagamentos, a nossa roseira tenderá a desenvolver fungos, um dos problemas mais comuns em plantas.

Além disso, você deverá evitar que as raízes da rosa fiquem emaranhadas com as de outras plantas, árvores ou arbustos.

A luz que uma roseira precisa

Por outro lado, a rosa é uma planta que requer muita luz direta. Entre 6 e 8 horas por dia, aproximadamente.

manutenção das roseiras

Por isso, a sua localização é importante. Se onde você vive tem temperaturas muito altas, poderá colocar a sua rosa em uma área sombreada.

Caso contrário, a coloque em um lugar onde tenha luz direta durante a quantidade de horas já mencionadas.

A importância da água

A boa manutenção da roseira também inclui uma boa rega. Para desfrutar de lindas rosas, é importante que a rega seja contínua e abundante. Especialmente durante a primavera, quando geralmente ocorre a floração.

Daí a importância de um solo com boa drenagem, porque ela necessita de muita água, mas não devemos encharcá-la.

Também é essencial que você saiba que se deve evitar regar as folhas e flores, para que não se estraguem ou adquiram fungos.

A poda

A roseira precisa ser podada uma vez por ano, do contrário não haverá floração. É essencial remover as flores murchas e as folhas secas para que surjam outras novas.

manutenção das roseiras

Isso deve ser feito quando não há risco de geada. Na internet podemos encontrar muitos tutoriais sobre como podar as roseiras da forma correta.

Adubo

Sobre o adubo, podemos destacar que a roseira precisa de uma boa quantidade de nutrientes que ajudem no seu desenvolvimento e crescimento adequados.

É importante começar a adubar desde o início da primavera. Por outro lado, a rosa precisa tanto de adubo líquido como granulado, assim como um natural ou orgânico.

Enfermidades e pragas

Para fazer uma manutenção perfeita da roseira, às vezes, precisará de pesticidas. As pragas mais comuns nas roseiras são os pulgões e os besouros. E, como mencionamos anteriormente, a enfermidade mais comum são os fungos.

Para combater tanto as enfermidades como as pragas, você poderá ir à uma loja especializada. Eles poderão recomendar um produto específico e lhe dar as orientações necessárias.

Conclusão

Como você pode ver, a manutenção das roseiras não é algo tão complicado. Basta levar essas dicas em consideração, observar e cuidar das plantas para ter lindas rosas em seu jardim ou terraço.