Plantas para terrários: conheça as aráceas e pileas

19 de outubro de 2019
Muitas vezes, achamos que as plantas podem ser um bom recurso para decorar a casa. No entanto, não temos certeza sobre quais espécies podem dar um toque interessante. Por isso, vamos mostrar dois tipos de plantas para terrários muito orignais.

Todos nós sabemos que as plantas servem como um recurso de decoração bastante interessante. Por essa razão, neste artigo apresentaremos as aráceas e as pileas. Essas duas espécies são ótimas plantas para terrários e deixarão a sua casa ainda mais bonita.

A cor verde das plantas dá uma sensação de frescor, liberdade e beleza. Apesar de elas ficarem bem em qualquer espaço, também precisam de muita luz natural. Portanto, não é bom para as plantas serem colocadas em lugares escuros.

Seja como for, as plantas são excelentes porque podem dar a sua casa novos aromas e cores. Ou seja, elas são um recurso decorativo muito útil. Afinal, com elas é possível dar um toque especial para a decoração que nenhum outro elemento decorativo pode trazer.

Plantas para terrários: decoração e natureza

Plantas para terrários, conheça os diversos tipos.

Em primeiro lugar, vamos falar sobre a importância dos terrários para a decoração. Esses recipientes de vidro podem trazer mais vida para sua casa. Além disso, os terrários oferecem muitas possibilidades criativas para a sua decoração.

Geralmente, os terrários são construídos dentro de recipientes de vidro específicos. No entanto, há outra possibilidade que pode ser muito curiosa: a reutilização de recipientes de vidro. Embora a aparência dos recipientes possa não ser convencional, eles podem transmitir um aspecto inovador na decoração.

Em relação a construção do terrário, é essencial introduzir pelo menos 3 centímetros de areia de rio misturada com pedras no fundo do recipiente. Após isso, é necessário colocar cerca de 10 centímetros de composto por cima. Finalmente, as espécies de plantas são semeadas no interior do substrato.

– Se você não conseguir semear com a mão, utilize uma colher. –

Entre as aráceas, qual devemos escolher?

Araceas e Pileas

 

Aracea/es.123rf.com

Na família das aráceas, há uma espécie que se destaca pela facilidade de cultivo em casa. Além disso, esta espécie pode ajudar a criar resultados realmente surpreendentes na sua decoração, criando um ambiente muito original. Estamos nos referindo à Aglaonema Trevi:

  • Devido ao pouco substrato disponível no terrário, o seu tamanho não excede 20 centímetros de altura. Em outras palavras, ela se adapta muito bem a espaços reduzidos.
  • Vale reparar na morfologia externa da planta, com um tom verde que dá uma impressão frondosa. Além disso, ela produz pequenas flores brancas que aparecem durante o verão. Assim, há um contraste muito bonito entre o branco das flores e o verde mais escuro da própria planta.
  • Requer muita luz, embora não seja necessário haver luz solar direta. Por isso, a importância de colocá-las em espaços onde haja grandes janelas que permitam a entrada de luz natural.
  • Pode ser regada duas vezes por semana no verão e uma vez a cada 10 dias no inverno. Em lugares frios, esteja atento ao aquecimento da casa, pois se a calefação estiver muito quente, a planta pode precisar de mais água.
  • A cada 15 dias no verão, é preciso aplicar fertilizante líquido. Além disso, mantenha a atmosfera do lugar sem fumaça ou vapores.

– Vale a pena decorar a casa com tons naturais. –

A pilea, uma espécie incomum entre as plantas para terrários

Araceas e Pileas

 

A Arácea descrita acima pode ser colocada no centro do terrário, desde que ela saia pela abertura superior. Então, ao redor delas, podemos colocar a pilea que tem um tamanho menor e não irá superá-las.

É comumente chamado de pilea, mas o seu nome científico é Pilea Cadierei. É uma planta que produz muitas folhas que combinam tons de branco e verde na superfície.

  • Pode atingir 30 centímetros de altura. Apesar disso, devido ao substrato disponível no terrário, é normal que não exceda 20 centímetros. Portanto, essa é uma planta pequena e muito delicada.
  • As flores são de tamanho reduzido. Elas são realmente muito discretas. Inclusive, podem passar despercebidas entre as folhas verdes, principalmente no verão, quando a planta atinge maior folhosidade.
  • Também precisam de luz, mas talvez não tanto quanto as aráceas. É preferível que não haja exposição direta ao sol por muito tempo. Assim, é possível evitar o ressecamento e a deterioração da planta.
  • É necessário regar duas vezes por semana no verão e quinzenalmente no inverno. Mais uma vez, devemos ter cuidado com a temperatura da calefação em lugares frios. É interessante que não seja muito alta, pois, se for, devemos aplicar mais água.

Em suma, as espécies apresentadas se destacam entre as plantas para terrários pela originalidade e beleza. No entanto, elas também podem ser organizadas em vasos ou em qualquer outro lugar onde possam crescer normalmente.

Güther, Heide: Plantas de interior: rápido y fácil, Hispano Europea, 2003.