Arte contemporânea como decoração

31 de agosto de 2019
Para decorar a casa, é bom inovarmos com recursos sutis que possam oferecer um conteúdo diferente do que geralmente é usado.

Para enfeitar a nossa casa, podemos considerar a arte contemporânea como decoração. Na verdade, ela pode se tornar um componente interessante a ser trabalhado. Sem dúvida, a estética oferecida pelas peças artísticas deste estilo nos ajuda a produzir um ambiente culto e refinado.

Independentemente de serem esculturas, pinturas, móveis ou fotografias, o importante é que haja um bom diálogo decorativo com o todo e que uma harmonia adequada seja estabelecida, na qual a arte e a decoração estejam unidas. Afinal, o design de interiores não deixa de ser uma arte.

É verdade que a arte contemporânea é muito diversificada, uma vez que existem muitos tipos e técnicas que são usados como peças-chave para ambientar os espaços e estabelecer uma harmonia geral onde os móveis estejam relacionados com as obras artísticas.

Aspectos estéticos da arte contemporânea

Aspectos estéticos da arte contemporânea

O que esse tipo de arte pode nos proporcionar? Ela não deixa de ser um conceito que foge do clássico e tradicional. Em uma casa onde a elegância e o tema galante prevaleçam, esse tipo de arte pode parecer deslocado.

No entanto, em outros estilos, como o minimalista, o rústico, o vanguardista, o boho chic, etc., ela pode se adaptar perfeitamente; basicamente porque proporciona uma estética sutil e sofisticada, principalmente se forem utilizadas obras interessantes e atraentes.

Este tipo de estética tem muito a dizer em um espaço. Se uma obra contemporânea está em um lugar específico, podemos lhe oferecer um protagonismo relevante para que ela adquira maior interesse e possa enviar uma mensagem direta em termos decorativos.

Experimente novas fórmulas decorativas para que a sua casa esteja sempre atualizada.

A pintura da arte contemporânea: sofisticação e vanguarda

A pintura da arte contemporânea: sofisticação e vanguarda

Se você quer oferecer um conteúdo sofisticado em casa, os quadros pictóricos podem ser um bom recurso para dispor em diferentes espaços. Para isso, seria útil ter em mente as seguintes ideias:

  • Não é necessário transformar a casa em uma galeria de arte, uma vez que, dessa forma, o conceito de decoração seria distorcido e os cômodos se tornariam espaços com cara de museu. Não devemos chegar a este ponto, basicamente porque isso não é conveniente.
  • Um toque de sofisticação deve estar presente; principalmente porque os conteúdos oferecidos por esses quadros devem ser abstratos ou de qualquer outra tendência de vanguarda. Isso oferece uma distinção em termos artísticos que estará presente nas paredes.
  • É conveniente que as cores do quadro se relacionem com o todo; isto é, se o espaço tiver cores determinadas, é importante que o quadro tenha um paralelismo que se relacione com o propósito ornamental do espaço.
  • É preferível optar por um pequeno número de quadros. Dessa forma, é possível alcançar um objetivo estético. O mais importante é que um propósito possa ser cumprido através da obra de arte.
  • A primeira coisa que as pinturas vão transmitir é o seu interesse e sensibilidade pela arte contemporânea.

Inovação através das esculturas

Inovação através das esculturas

Outra opção que pode ser trabalhada em casa é o uso das esculturas. Elas podem ser dispostas em pontos específicos onde adquiram a importância que realmente queremos. Além disso, elas podem ser melhor adaptadas do que os quadros, já que a forma prevalece sobre a cor.

Certamente, uma escultura disposta em uma lateral ou canto ajudará a gerar uma harmonia espacial e a obter uma aparência sutil. O mais importante é que você goste do formato e que ele esteja de acordo com o restante dos móveis.

Os recursos decorativos não devem girar em torno da escultura. Na verdade, uma harmonia concordante deve ser estabelecida. Como o estilo contemporâneo oferece uma estética inovadora e abstrata, é possível que um significado inovador seja produzido.

Fotografias para tematizar

Fotografias para tematizar

Quadro / aliexpress.com

Obviamente, quando falamos em fotografia, estamos nos referindo à uma peça artística cujo tema predominará no espaço. Devemos procurar por aquelas que possam ter um significado relevante, de tal forma que elas sejam atraentes.

Elas não precisam ser realistas nem ter um nível de abstração profunda. Tudo aquilo que seja digno de ser fotografado e que tenha algo a dizer, já é arte. Além disso, não importa se elas são coloridas ou em preto e branco, pois o que interessa é o conteúdo.

Portanto, tematizar o espaço com fotografias contemporâneas pode ser algo a ser utilizado e que realmente nos ajudará a dar um novo visual à nossa casa.

  • AA. VV.: Espais interiors. Casa i art: des del siegle XVIII al XXI, Barcelona, Universitat de Barcelona, 2007.
  • Lava Oliva, Rocío: Interiorismo, Vértice, 2008.