Algumas dicas para conviver com pessoas desorganizadas

12 de novembro de 2019
A convivência com pessoas desorganizadas pode ser algo complicado. Tome as medidas apropriadas desde o início e defina as regras que devem ser cumpridas.

Seja com um familiar, com um amigo ou em nossa época de estudante, compartilhar uma casa não é uma tarefa fácil. Por isso, a seguinte pergunta pode surgir: como conviver com pessoas desorganizadas?

Quando moramos sozinhos, organizamos a casa perfeitamente: temos tudo ao nosso gosto, mantemos as nossas manias e limpamos quando consideramos necessário. No entanto, nem todo mundo tem essa possibilidade.

A convivência nem sempre é boa e haverá certas discrepâncias entre uns e outros, especialmente quando não são membros da mesma família. Portanto, é preciso saber que passos tomar para conseguir um bom relacionamento em casa.

Observe o dia a dia

Morar com alguém sem organização

A primeira coisa a fazer é observar diariamente a situação da casa quando você mora com alguém. Se desde o início, você notar que a atitude das outras pessoas afeta a convivência, seja porque não são organizadas, sujam, não recolhem as coisas, quebram os móveis…, então, é hora de agir.

O fundamental é ter as evidências necessárias para mostrar que as coisas estão sendo malfeitas. Eles devem saber que existem regras de convivência que precisam ser respeitadas, uma vez que existem áreas comuns que devem estar em boas condições.

Ao mesmo tempo, deve ser comprovado que essas falhas ocorrem regularmente e não esporadicamente. Por exemplo, se há desordem na sala apenas um dia por uma circunstância especial, não é necessário gerar conflito.

Não há nada melhor do que chegar em casa e tudo estar em ordem.

Pessoas desorganizadas: estabeleça normas de convivência

Para que haja harmonia no lar, é importante que exista uma série de regras para que nada fique desorganizado e a convivência funcione bem. A seguir, daremos algumas dicas.

  • É interessante que haja comunicação desde o começo. Se for um apartamento de estudante, defina as diretrizes que devem ser seguidas logo no primeiro dia. No caso de serem familiares, devemos tentar dialogar e conscientizar sobre a necessidade de ordem.
  • Certifique-se de que todos concordem com as regras; deve haver um compromisso de respeito para com elas. Caso alguém não as cumpra, então haverá argumentos para defender a sua posição.
  • Você deve fazer com que os outros percebam que ter uma casa arrumada e limpa ajuda a ter um bom clima em geral. O principal exemplo a seguir é você mesmo. Portanto, sempre mantenha a organização para que, em nenhum momento, haja reprovações.

A paciência é uma virtude

Como conviver com pessoas desorganizadas

É verdade que, muitas vezes, perdemos a nossa paciência com os outros, principalmente com coisas que nos irritam e geram desconforto. Não esqueça que é melhor ser compreensivo e tentar resolver os problemas através do diálogo.

  • Se alguma situação o incomoda, seja paciente e tente dialogar. Dessa forma, você não entrará em conflito e, possivelmente, haverá boa harmonia no lar e, todos os problemas serão resolvidos.
  • No caso de não haver solução, apesar de ter tentado demonstrar bom humor e boas maneiras, seja paciente e procure outra fórmula. Dê outro aviso e mostre aos outros que você atende às regras diariamente.
  • Se você perceber que a situação está insustentável, e não importa o quanto você tente colaborar e ser paciente, não há solução, se mostre insatisfeito e mantenha distância. Talvez seja uma maneira da outra pessoa perceber que está fazendo algo errado.

O melhor é ter uma casa em ordem quando convivemos com pessoas desorganizadas

Como conviver com pessoas desorganizadas

Para alcançar o bem-estar, é essencial que haja ordem e harmonia entre as pessoas que moram em uma casa. É inútil que todos façam o que querem e prejudiquem o restante com seu jeito de ser.

O mais importante é que exista um bom ambiente em casa quando moramos com alguém, mas se predominar o caos, confrontos e relacionamentos ruins podem ser gerados. Não há dúvida de que a desordem está diretamente ligada à sujeira e à falta de limpeza.

Obviamente, ninguém gosta de chegar em casa e encontrar tudo bagunçado, as panelas da cozinha fora do lugar e os objetos caídos no chão. Sendo assim, é melhor agir. Por isso, trate de resolver o problema desde o primeiro momento, para que ele não vá mais longe.

Arango Cálad, Carlos: Piscología comunitaria de la convivencia, Programa Editorial Universidad del Valle, 2006.