Estilo minimalista: paixão pelas linhas retas

22 de julho de 2019
Você está pensando em um estilo decorativo para a sua casa que capte a essência de cada cômodo? Então você vai adorar o estilo minimalista.

O estilo minimalista e essa a paixão pelas linhas retas ainda continuam sendo muito atuais. Esse estilo nos ajuda a criar espaços diáfanos, onde há um uso quase espartano da cor e uma redução drástica dos elementos decorativos. Um estilo que busca a beleza na sua mínima expressão.

Embora a corrente artística do minimalismo tenha nascido na década de 1960, o estilo decorativo que leva esse nome surgiu somente três décadas depois. A sua máxima ‘menos é mais’, é uma frase do arquiteto funcional Mies van der Rohe.

O funcionalismo é, precisamente, uma das bases deste estilo, já que a sua visão racionalista do espaço exige que seja a funcionalidade quem decida se um elemento decorativo deve aparecer ou não. Portanto, qualquer elemento dispensável é removido do ambiente.

A estética do básico do estilo minimalista

Os móveis e a paixão pela simplicidade no estilo minimalista

O estilo minimalista reduz móveis, acessórios, e até mesmo formas e cores ao mínimo, para chegar à essência. Com esta economia de elementos, busca-se criar espaços simples e abertos, porém cheios de energia.

Nesses ambientes, cada peça adquire um grande destaque, pois tudo o que aparece está totalmente exposto. Por todas essas razões, a predominância da ordem é essencial.

O espaço: o rei

Este estilo é baseado nas formas geométricas básicas 

Este estilo é baseado nas formas geométricas básicas, na integração de planos e na ausência de muitos enfeites. O conjunto está acima do objeto. Daí a sua insistência em eliminar o supérfluo para que a atenção se concentre no espaço: quanto menos elementos houver, maior será o efeito da decoração.

O que dá grande força a esse estilo é a coerência entre os diferentes espaços para formar um todo. Por esta razão, ele é usado frequentemente na decoração de lofts.

Chaves para acertar

A estética do elementar do estilo minimalista

Por ser um estilo vanguardista, e devido às suas características decorativas, é melhor aplicá-lo em construções modernas, embora a sua utilização em construções antigas também não seja descartada.

Em ambientes minimalistas, é essencial que paredes, pisos, tetos e, em geral, qualquer superfície, tanto vertical quanto horizontal, pareçam limpas e ininterruptas.

Neste estilo, o uso de materiais de boa qualidade é muito importante, mesmo nos móveis e nos ornamentos mais simples. É altamente recomendável o uso de acabamentos industriais, tais como cimento, concreto, aço, bem como os laminados e plastificados.

Outros de seus materiais favoritos são a madeira e alguns tipos de pedra. Em todos os casos, tentamos apresentar o material da maneira mais neutra possível, para que a sua força visual permaneça intacta.

Os móveis e a paixão pela simplicidade no estilo minimalista

A iluminação: uma grande aliada no estilo minimalista

Você sabe quais móveis são os mais adequados para definir esse estilo? Você deve ter em mente que os móveis minimalistas se distinguem pela sua simplicidade e funcionalidade, mas isso não significa que o seu aspecto estético seja negligenciado.

De elaboração simples, os móveis seguem formas geométricas puras. São peças de grande qualidade e design rigoroso nas quais superfícies planas e linhas retas predominam. Todos os tipos de ornamento são eliminados.

As cores usadas são principalmente sóbrias. O estofamento, quando há, foge das estampas com qualquer tipo de desenho.

Os sofás e poltronas são preferencialmente de encosto quadrado e plano. As almofadas são eliminadas ou, se usadas, são reduzidas ao mínimo e sem nenhum tipo de enfeite. No estilo minimalista, não há espaço para franjas, laços e franzidos.

As cadeiras também são de linhas leves e retas. As mesas são de grande simplicidade: um bom exemplo de móvel minimalista é uma mesa auxiliar reduzida a um simples cubo de madeira.

A cor e o poder do monocromático

Estilo minimalista: paixão pelas linhas retas

Cor minimalista / impressiveinteriordesign.com

O estilo minimalista utiliza o monocromático absoluto em pisos, tetos e paredes. Como não poderia deixar de ser, o branco é a cor usada como eixo da decoração.

Sem dúvida, esta cor evoca como nenhuma outra, a imagem de pureza e relaxamento que este estilo projeta. De fato, o branco contribui para aumentar a sensação de amplitude e nudez do espaço.

O minimalismo não admite cores muito vivas, então a alternativa ao branco como base da decoração são as cores neutras e claras: cinza, bege, pastel…

Os pontos de interesse visual são alcançados através da introdução de toques de cor nos móveis e obras de arte. Cores contrastantes são usadas, mas sem exageros.

A iluminação: uma grande aliada no estilo minimalista

A cor e o poder do monocromático

Os ambientes minimalistas geralmente são espaços com grandes janelas através das quais a luz natural pode entrar. Para a luz artificial, o melhor é escolher uma luz ambiente e indireta, por exemplo. Para consegui-la, utilizam-se luminárias de chão, spots ou fitas de luz.

As cúpulas e os pés das luminárias são de grande simplicidade, e os spots são reduzidos à expressão mínima. E então, você se identifica com esse estilo?