Ventiladores de teto: prepare-se para o verão

· 18 de agosto de 2018
Ar condicionado ou ventilador de teto? Os ventiladores de teto são uma alternativa mais eficiente, ecológica e saudável de ventilação.

Embora pareça mentira, o verão logo estará chegando e será hora de considerarmos se queremos o ar condicionado típico ou se iremos optar pelos ventiladores de teto.

Esses últimos são amados ou odiados, mas não deixam ninguém indiferente. Para muitos, trazem estilo e muita personalidade para um ambiente. Para outros, é um vestígio do passado que não deveria voltar.

No entanto, e apesar dos críticos deste elemento, os ventiladores de teto têm muito a oferecer. É verdade que foi moda há muitos anos, mas hoje eles voltaram renovados e com diferentes designs.

No artigo de hoje falaremos sobre os ventiladores de teto, quais são as suas vantagens, desvantagens e os diferentes tipos que você pode encontrar atualmente.

Ventilador de teto vs ar condicionado.

São muitas as maneiras de aliviar o calor no verão. Por exemplo, abrindo as janelas muito cedo para deixar a brisa entrar e fechá-las mais tarde. Também abaixando as persianas ou colocando um ar condicionado.

Há muitas pessoas que não podem ter um ar condicionado em suas casas porque são muito caros, requerem uma pequena obra e, às vezes, a sua instalação se torna uma odisseia.

ventiladores de teto

Por isso, uma boa alternativa são os ventiladores de teto.

Vejamos as suas vantagens.

As vantagens dos ventiladores de teto:

Uma das primeiras vantagens que encontramos nesses elementos é que eles são mais saudáveis.

Os condicionadores de ar estão relacionados a vários problemas de saúde. Por exemplo, problemas de pele, resfriados, irritação nos olhos ou lombalgias.

Em segundo lugar, o fator econômico é fundamental. Os ventiladores de teto são mais baratos que os condicionadores de ar.

Além disso, gastam 90% menos energia que o ar condicionado e estamos diante de um sistema de ventilação ecológico.

Por outro lado, os ventiladores de teto não precisam de uma obra. Basta ter um ponto de luz suficientemente potente.

Outra vantagem deste elemento é a sua estética. No mercado atual, podemos encontrar qualquer design, tamanho, cor e material que possamos imaginar.

Nós encontramos desde os mais clássicos até os mais sofisticados e futuristas. Infelizmente, a estética do ar condicionado não é tão decorativa.

A última vantagem dos ventiladores de teto está relacionada aos insetos. Sim, os ventiladores de teto são perfeitos para espantar os desagradáveis ​​mosquitos de verão.

O som produzido pelo girar das suas pás é insuportável para os insetos, assim você pode garantir que o seu ambiente fique livre deles.

Desvantagens dos ventiladores de teto:

Uma das principais desvantagens deste elemento é que ele só move o ar, não o resfria como acontece com o ar condicionado.

Por outro lado, se não for instalado em uma altura adequada, pode ser perigoso para as crianças.

Tipos:

Seguindo critérios diferentes, podemos encontrar os seguintes tipos de ventiladores de teto:

O número de pás:

O número mínimo de pás que um ventilador de teto tem são 2. A partir daí podem chegar até 10, chamados de multipás.

No entanto, os mais eficazes são os de 3 pás, porque tem maior eficiência aerodinâmica do que um de 5. O mais comum é encontrar ventiladores de teto com 4 e 5 pás.

O material:

Os mais clássicos são feitos de madeira, embora existam também os de metal para estilos mais industriais ou de vime. Os mais originais são de metacrilatos que ficam perfeitos em ambientes mais modernos e minimalistas.

A forma das suas pás:

Seguindo este critério podemos encontrar basicamente três tipos de ventiladores de teto.

  • Forma clássica: as pás são alongadas e retangulares.
  • Palas: esta forma é bastante exótica e lembra os leques usados ​​nas florestas tropicais.
  • Ergonômico: são formas menos definidas e mais orgânicas. Também são os ventiladores com designs mais futuristas e modernos. Esta forma é perfeita para decorações nórdicas.

Dicas para escolher o ventilador de teto adequado

ventiladores de teto

Se você optar por este sistema de ventilação, terá que levar em conta os seguintes aspectos:

  • O tamanho do ventilador de teto depende do tamanho do cômodo. Não é apenas uma questão de proporcionalidade e de que o espaço fique visualmente equilibrado. Mas sim que, para ambientes pequenos, você não vai precisar de tanta ventilação como se o ambiente fosse grande. Por isso, para ambientes entre 25 e 30 m², é aconselhável usar ventiladores de 132 cm ou mais. Por outro lado, para salas com mais de 30 m², você pode usar mais de um ventilador de teto.
  • A altura em que se coloca o ventilador também é importante. Um ventilador muito baixo pode ser perigoso. Portanto, se você tem tetos baixos, esse tipo de ventilador não é a melhor opção. A altura do teto recomendada é de 2,4 metros, embora se for mais alto, você pode colocar um cabo de extensão e o ventilador ficará pendente.
  • O ventilador de teto deve estar no centro do cômodo para distribuir o ar uniformemente. Por outro lado, é importante que não haja obstáculos nas laterais.
  • Se o barulho o preocupa, escolha pás de madeira ou metacrilato.

Conclusão:

Como vimos, os ventiladores de teto são uma alternativa barata, saudável e ecológica para nos refrescarmos no verão.

Além disso, é também um elemento decorativo e não apenas um sistema de ventilação como acontece com o ar condicionado. Portanto, o seu design, cor ou forma deverá combinar com a decoração que já temos no ambiente.