As melhores máquinas de fazer pipocas

· 8 de maio de 2019
As pipoqueiras conseguiram abrir espaço entre os eletrodomésticos de muitas casas. Descubra a seguir o porquê.

Um dos aparelhos de cozinha mais populares nos últimos anos são as máquinas de fazer pipocas. A maioria dos designs tem um ar de nostalgia que não passa despercebido, já que remonta ao estilo de cerca de três séculos atrás. Por isso, elas também funcionam como um acessório decorativo.

Essas máquinas também são chamadas de ‘pipoqueiras’. Hoje em dia, o seu uso se tornou tão frequente em muitas residências que não há dúvida de que é necessário saber como comprar a melhor máquina de fazer pipocas e os diferentes modelos disponíveis.

Máquinas de fazer pipocas: uma breve revisão histórica

As primeiras máquinas de fazer pipocas tinham um tamanho grande, uma vez que se destinavam a fabricar a guloseima de forma industrial. Se tratava de um carrinho a vapor, perfeito para a venda ambulante, mas não para uso doméstico.

O mais curioso sobre essas primeiras máquinas é que os grãos de milho eram colocados, nem mais nem menos, do que em cones de ferro que eram então aquecidos ao fogo.

Até o ano de 1907, a máquina de fazer pipocas não tinha eletricidade e, embora tivesse grande popularidade em parques e áreas de recreação pública, não alcançou seu ápice como tal até sua introdução no mundo do cinema que, naquela época, não deixava de ser uma maravilha para os espectadores.

Primeira máquina de fazer pipoca

Nas entradas dos cinemas, os espectadores podiam comprar seus cones de pipoca, a um preço acessível, e curtir seu filme. Isso, em pouco tempo, acabou se tornando um hábito que, até hoje, nem sequer é questionado.

O segredo do negócio da venda de pipocas foi um sucesso total, dado o baixo custo do milho e, claro, da sua hábil comercialização como aperitivo.

Os designs das máquinas de fazer pipocas

Atualmente, a variedade de designs de pipoqueiras é muito ampla. E, claro, assim como existem as modernas e compactas, há também algumas com estilo retrô que evocam o charme das primeiras pipoqueiras. Nesse sentido, há muitas opções para escolher.

Muitos modelos modernos oferecem um formato em miniatura, ideal para colocar em qualquer canto da cozinha e também para levá-la para reuniões em casas, férias, etc. São muito fáceis de usar e têm uma tampa transparente que permite ver o processo de cocção das pipocas.

Top 7 das melhores máquinas

  1. Klarstein Volcano (pipoqueira vintage) 300 W.
  2. Klarstein RockKorn (pipoqueira retro) 350 W.
  3. Obergozo PA 5000 (pipoqueira vintage) 1200 W.
  4. Ariete 2952 (pipoqueira moderna) 1200 W.
  5. Severin 3752 (pipoqueira moderna) 1200 W.
  6. Taurus PopNCorn 968375 (pipoqueira moderna) 1100 W.
  7. Gadgy Popcorn machine GG0100 (pipoqueira vintage) 1200 W.

Quanto aos preços, estes variam consideravelmente não só de acordo com o design, mas também com outras características. E cabe destacar que, um preço alto nem sempre implica em melhor qualidade. Para lhe ajudar na escolha, oferecemos um pequeno guia com os aspectos que você deve levar em conta.

Guia para comprar a melhor máquina de fazer pipocas

As melhores máquinas de fazer pipoca

  1. Sistema de limpeza. Muitos modelos são muito bons, mas quando se trata da limpeza, possuem um sistema complicado. Tente prestar atenção a este detalhe se você vai usar a máquina com frequência.
  2. Sistema de segurança. Muitos aparelhos desligam automaticamente ao terminar a sua função e também quando superaquecidos, para evitar acidentes.
  3. Comprimento do cabo. Este é um aspecto importante na compra de qualquer aparelho, pois permite colocá-lo em locais diferentes com conforto suficiente.
  4. Peso da máquina. Embora a maioria não pese muito, dado o tipo de material usado em sua fabricação, é importante considerar este aspecto. Isso afetará a movimentação e colocação do eletrodoméstico na cozinha ou em qualquer outro lugar.
  5. Acessórios. Existem modelos que têm muitas facilidades embutidas e outros, por outro lado, as trazem separadamente. No entanto, existem certos modelos que, dado o seu formato compacto, não incluem sequer peças como: balde de medição, agitador, entre outros.
  6. Potência e sistema de cocção. Com ou sem óleo? Existem modelos que não exigem mais do que o seu próprio sistema de ar quente para cozinhar a pipoca, enquanto outros precisam de um pouco de óleo ou manteiga. Quanto à potência, quanto maior, mais pipoca pode ser obtida em um curto espaço de tempo. Uma pipoqueira de 900 W funcionaria para obter pipocas para 4 pessoas.
  7. Quantidade de pipocas. Os modelos mais compactos oferecem uma pequena quantidade de pipoca, talvez para uma única pessoa e outros modelos têm uma capacidade maior, mais familiar.

Você decide!

As pipoqueiras não deixam de gozar de popularidade graças ao delicioso aperitivo que oferecem. Se você é um amante de cinema, ou apenas das pipocas, poderá achar muito confortável ter a sua própria máquina de pipocas em casa. Então, dê a si mesmo a oportunidade de pesquisar vários modelos antes de decidir por um definitivo.