Algumas sugestões para decorar o quarto da sua filha

· 9 de março de 2019

Para decorar o quarto da sua filha, você deverá levar em consideração diferentes fatores.

Algo que você deve insistir é que não existem cores de meninos e de meninas. Por essa razão, devemos estar abertos para qualquer possibilidade na hora de decorar o quarto de uma menina ou menino.

Decoração do quarto da sua filha

É verdade que, na maioria dos casos, as meninas têm o senso de estilo e moda mais desenvolvido e presente. Por isso, se preocupam mais com a estética.

Obviamente isso não significa que os meninos não tenham essa capacidade, mas não é o mais comum.

Muito além do rosa

A gama de cores que geralmente é usada para decorar os quartos das meninas é o rosa. No entanto, durante os últimos anos abriu-se um leque de possibilidades.

Começamos a usar outras cores como o azul, tradicionalmente usado em quartos de menino.

Não só a gama dos azuis está cada vez mais presente nos quartos de menina, mas também os verdes ou os amarelos.

Temáticas

Tradicionalmente as temáticas usadas para decorar o quarto da sua filha eram as princesas.

Embora hoje em dia as pessoas continuem recorrendo às princesas de vestido rosa para decorar, também surgiram outras princesas que inspiraram muitos quartos. Essas alternativas geralmente vêm acompanhadas de uma gama de cores diferentes.

No entanto, as meninas de hoje também se sentem identificadas com outras temáticas como por exemplo:

  • Esportes: atletismo, basquete, futebol, equitação, etc.
  • Animais: animais selvagens, borboletas, animais marinhos.
  • Ambientes: cidade, campo, floresta.
decoração esportiva quarto de menina

Decoração esportiva / flickr.com

Estilo

O estilo de decoração mais utilizado no quarto das meninas durante os últimos anos é o nórdico.

Esse estilo, tendo como base as cores claras, lhe permite acrescentar cores pastéis que as meninas costumam gostar muito.

Uma das cores que é tendência desta estação é o azul-menta ou o rosa-claro.

O estilo nórdico é um estilo que traz muito calor para os quartos das crianças. A madeira clara e acessórios como tipis, tapetes de pelo e outros, tornam o quarto perfeito para brincadeiras.

Idade

Um dos aspectos fundamentais, quando se trata de decorar o quarto da sua filha, é levar em conta a sua idade. Isso porque é diferente decorar um quarto de bebê e decorar um quarto de uma adolescente.

Pense nas necessidades ligadas à idade e em função disso, crie uma decoração especial.

quarto da sua filha

 

Aproveite os interesses da sua filha para introduzir elementos com os quais ela possa desfrutar no seu quarto.

Por exemplo, se a sua filha gosta de desenhar e pintar, seria uma boa ideia colocar uma parede com quadro-negro ou um cavalete com uma tela.

Tendência

Assim como nos quartos dos meninos, uma das tendências é usar papel de parede nas paredes.

Existem muitos tipos de papel de parede: lisos, estampados, com personagens de filmes, papéis que cobrem toda a parede, apenas a metade, etc.

A vantagem de usar papel de parede é que a escolha dá um toque muito pessoal ao ambiente.

Hoje, é cada vez mais comum ver quartos unissex, ou seja, tanto para meninos quanto para meninas. Os estereótipos e papéis de gênero estão ficando para trás.

Para isso, o estilo nórdico contribui com a sua gama de cores (branco, cinza, cores pastéis). Além disso, utiliza formas geométricas em torno das quais gira toda a decoração.

quarto da sua filha

 

Conclusão

Em suma, poderíamos dizer que a decoração infantil evoluiu e gerou uma decoração unissex.

A decoração unissex não tem nada a ver com uma decoração feia ou sem graça, muito pelo contrário.

Esse tipo de decoração permite a personalização na sua expressão máxima; ela não é regida por estereótipos ou por papéis de gênero. Pelo contrário, o que conta é o gosto, as motivações e os interesses da sua filha.

O estilo que mais contribui para acabar com os estereótipos de gênero é o nórdico, uma vez que se baseia em cores neutras que podem ser combinadas com cores pastéis.

Para decorar o quarto da sua filha, estimule a participação dela no processo, na medida do possível.

Isso fará com que você conheça melhor a sua filha para lhe proporcionar um espaço em que ela se sinta confortável e possa ser ela mesma.